Quarta-feira, Julho 17, 2024
Quarta-feira, Julho 17, 2024

SIGA-NOS:

3 tendências que vão moldar o setor das viagens, segundo a TrendWatching

-PUB-spot_img

Victoria Loomes, diretora de tendências da TrendWatching, delineou três tendências futuras que irão moldar o setor das viagens e ajudar os operadores a prepararem as suas estratégias de negócio futuras, conforme noticiado pelo Travel Industry News, esta terça-feira, dia 18.

Durante o Thailand Travel Mart Plus (TTM+) 2024, que decorreu entre os dias 5 e 7 de junho, no JW Marriott Khao Lak Resort & Spa, em Phang-Nga, na Tailândia, Victoria Loomes partilhou três tendências que irão moldar o setor das viagens: as Awescapes, o papel da Inteligência Artificial (IA) e, por último, o combate à solidão.

Relativamente às Awescapes, a responsável frisou que, cada vez mais, os viajantes anseiam por experiências de “tirar o fôlego” e que de alguma forma estimulem o seu crescimento pessoal. Esta tendência destaca “o poder das viagens inspiradoras”, de forma a ultrapassar a experiência comum de uma viagem e deixar um impacto emocional duradouro.

“A admiração é uma emoção que os cientistas só têm vindo a investigar nas últimas duas décadas – e continuam a descobrir os benefícios da admiração, que incluem tornar as pessoas mais amáveis e emocionalmente resistentes”, observou. De acordo com Victoria Loomes, as empresas podem tirar partido deste facto, concebendo viagens que envolvam os viajantes em ambientes deslumbrantes e momentos de admiração.

A segunda tendência passa pelo papel transformador da IA. Um estudo de investigação da Europol prevê que, até 2026, 90% dos conteúdos em linha serão gerados por IA. “Não só a maioria dos conteúdos será gerada por IA, como a IA está preparada para ir além da simples conveniência e assumir um papel mais transformador de companhia, o que tem implicações inovadoras para o setor das viagens”, explicou.

“Imagine um futuro em que a IA não só planeia a sua viagem, mas também atua como um companheiro, enriquecendo a sua viagem”, sublinhou.

Denominado ‘Village Squared’, a última tendência aborda a crescente epidemia global de solidão e a importância crescente da comunidade.

“O número de pessoas que vivem sozinhas está a aumentar em todo o mundo devido ao aumento das taxas de divórcio, ao adiamento do casamento e à participação de mais mulheres no mercado de trabalho”, afirmou Victoria Loomes, explicando que esta mudança demográfica representa uma “oportunidade para a indústria das viagens para promover ligações e criar experiências centradas na comunidade”.

Em teoria, Victoria Loomes julga que existe uma “grande oportunidade” para os operadores considerarem uma forma mais atrativa para aperfeiçoar os seus serviços, com o objetivo de combater a solidão e melhorar o bem-estar social.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img