Quarta-feira, Abril 17, 2024
Quarta-feira, Abril 17, 2024

SIGA-NOS:

69% dos estudantes têm intenção de emigrar, revela estudo da Associação Fórum Turismo

69% dos estudantes têm intenção de emigrar, revela um estudo da Associação Fórum Turismo realizado em 2023 com o objetivo de conhecer os futuros profissionais do Turismo, aproximar instituições de ensino ao setor e alertar para eventuais necessidades de mudança de paradigma relativas ao ensino turístico e ao mercado de trabalho.

A pesquisa foi efectuada com atuais estudantes de turismo, de instituições públicas, privadas, secundárias, profissionais e superiores, através de um inquérito aberto, durante o último trimestre do ano, e revelou importantes insights sobre o futuro do turismo em Portugal.

Foram abordados temas como razões para os estudantes escolherem estudar turismo, competências adquiridas durante a aprendizagem, intenções de trabalhar no estrangeiro, futuros objetivos profissionais, entre outras questões.

O estudo integral está disponível no site da Associação Fórum Turismo para leitura completa.

Ao longo dos últimos anos, a Associação Fórum Turismo tem-se dedicado a apoiar o setor e a aproximar os estudantes ao mercado de trabalho, através de iniciativas com impacto positivo para o percurso académico e profissional dos mesmos.

Numa altura em que o setor do Turismo está sedento por mão de obra qualificada, e onde cerca de 8000 estudantes se formam anualmente na área, quisemos entender como será o futuro do setor em Portugal.

Ivan Ferreira, Secretário-Geral da Associação Fórum Turismo ainda refere:

“No geral, o ensino turístico português tem bastante qualidade – ainda assim, deve-se apostar mais em abordagens práticas e contínuas, e permitir a possibilidade de personalização dos currículos académicos face aos interesses pessoais – mas as dificuldades na transição da fase académica para o mercado de trabalho são evidentes, com 2 em cada 3 estudantes a admitirem emigrar durante os próximos 5 anos.

Entre os vários fatores apontados, as condições de trabalho incompatíveis com os níveis de qualificação possuídos são a principal causa de ansiedade nos futuros profissionais do setor – algo que está inclusive a colocar em causa a sustentabilidade do Turismo em Portugal, com a queda da cultura da “arte de bem receber”, que sempre foi considerada uma distinção de valor acrescentado face a destinos concorrentes de Portugal.

São, por isso, necessárias e urgentes ações que valorizem e retenham os recursos humanos qualificados, para continuar a incrementar a qualidade do serviço prestado aos turistas que nos visitam.”

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img