Segunda-feira, Julho 22, 2024
Segunda-feira, Julho 22, 2024

SIGA-NOS:

Unlock Boutique Hotels cria serviço de “soft brand” para hotéis boutique

-PUB-spot_img

A Unlock Boutique Hotels, rede de hotéis de charme e boutique, revelou a sua mais recente iniciativa destinada a unidades de pequena dimensão. A empresa lançou um novo serviço de “soft brand” para hotéis boutique, visando oferecer suporte comercial e de marketing a essas unidades que muitas vezes enfrentam desafios na notoriedade e alcance de mercado.

Com este serviço, a Unlock pretende resolver a falta de estrutura comercial e comunicacional dessas unidades, proporcionando-lhes visibilidade e oportunidades de negócios. A ideia é convidar essas unidades a integrar uma rede de hotéis boutique, preservando ao máximo a sua identidade e autenticidade.

Em entrevista ao TNews, Pedro Marques da Costa, administrador do grupo, destacou que a iniciativa surge da paixão da empresa por hotéis de charme e boutique, sublinhando a capacidade da Unlock para alavancar o negócio destas unidades independentes. A Unlock visa não apenas colocar sua marca nos hotéis, mas atuar como um parceiro comercial e de marketing, maximizando as receitas e expandindo a presença dessas unidades em mercados nacionais e internacionais. “Pretendemos, através das nossas ferramentas e forma de estar no mercado, alavancar o negócio e maximizar as receitas destas unidades, através da diversidade de mercados com que trabalhamos e operamos. O mercado nacional é fundamental, mas conseguimos levar estas unidades a outros mercados com outro poder de compra e vontade de conhecer o que é autêntico e genuíno da nossa cultura, gastronomia e património.”

O que diferencia a Unlock de outras soft brands é a proximidade que a empresa mantém com os proprietários e direções das unidades. A Unlock promete um acompanhamento semanal da operação de vendas e uma estratégia de pricing alinhada com as necessidades específicas de cada unidade. “O nosso modelo inclui um acompanhamento semanal de toda a operação comercial, sendo a nossa estratégia ao nível de pricing muito acordada com os proprietários e as direções das unidades, ao contrário das outras marcas, que basicamente colocam um selo. Aquilo que fazemos é converter a marca em negócio. Para nós a sustentabilidade económica e financeira dos projetos é fundamental, se não conseguirmos acrescentar valor. Não basta ter o selo Unlock na porta dos hotéis, mas a conversão em vendas.”

O novo serviço oferece diferentes níveis de colaboração, desde um programa de afiliação até um programa avançado de vendas, proporcionando às unidades flexibilidade de escolha e adaptação às suas necessidades específicas. Adicionalmente, a Unlock também partilha condições vantajosas com os parceiros fornecedores, procurando reduzir os custos operacionais para as unidades afiliadas.

Ao escolher o nível mais avançado, o programa de venda, o hotel terá ao seu dispôr um conjunto de ferramentas, como o chat bot, o canal de reservas online e o booking engine da Unlock. Adicionalmente, beneficiará de toda a contratação efetuada pela Unlock para todas as suas unidades no modelo de gestão integral. “Fazemos a apresentação da unidade junto de todos os nossos parceiros e é aqui que alavancamos fortemente a questão das vendas. Apresentamo-nos junto destas unidades como o seu departamento comercial e o seu departamento de marketing. Pelo valor cobrado pela Unlock, os hotéis não conseguiriam ter um profissional que chegasse tão longe como nós conseguimos chegar. Além disso, temos o efeito de rede, porque a Unlock, neste momento está a afirmar-se muito ao nível do mercado internacional, com clientes que vêm fazer o chamado circuito Unlock, em que estão sete, 14 ou 21 noites nas nossas unidades e, portanto, isto também permite que as estas unidades integrem esta oferta que é altamente interessante e que tem demonstrado a possibilidade de nós, Unlock, também contribuirmos para dar a conhecer o destino Portugal”, refere o responsável.

Em relação ao balanço desde o início da comercialização do serviço, a Unlock destaca uma abordagem seletiva na integração de unidades à sua marca. A empresa realizou roadshows em várias regiões, como Albufeira e Évora, e fará esta quarta e quinta-feira, dia 21 e 22 de fevereiro, novos eventos em Coimbra e Castelo Branco para apresentar sua proposta a proprietários e gestores interessados.

“Já fechámos contratos neste modelo de soft brand, temos outros em negociação, desde que lançámos já estamos com um número considerável de unidades em negociação, sendo que, mais uma vez, também nos preocupa a sua geografia, queremos garantir a exclusividade destas unidades ao entrarem dentro da nossa marca. O nosso objetivo não é uma massificação, mas é efetivamente a garantia que estarão connosco aqueles que querem estar, mas também que garantem os valores e os princípios defendidos pela própria Unlock, em termos de conceito, de hospitalidade, da excelência do serviço e dos espaços fantásticos que são as nossas unidades”.

Duas das mais recentes unidades que integraram a Unlock Boutique Hotels, o 19 Tilles Ceramic Concept e Casa Az-Zagal, resultam de acordos de soft brand com a subscrição do programa de vendas.

O lançamento oficial deste serviço aconteceu no início de janeiro, e a Unlock tem um ambicioso objetivo de integrar mais 29 unidades até o final do ano. A empresa enfatiza a importância da exclusividade e valores partilhados para garantir uma parceria duradoura.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img