Sábado, Maio 28, 2022
Sábado, Maio 28, 2022

SIGA-NOS:

Alentejo ruma até à maior feira mundial de vinhos e leva sustentabilidade como bandeira 

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) vai participar na Prowein 2022, a maior feira de vinhos mundial, que se realiza entre os dias 15 e 17 de maio em Düsseldorf, na Alemanha. Cerca de 30 produtores da região, vão apresentar mais de 300 referências de vinho, num stand que pretende levar a bandeira da sustentabilidade além-fronteiras.

O stand dos Vinhos do Alentejo, que conta com mais de 150 metros quadrados, vai homenagear os amigos das produções vitivinícolas, aves e insetos auxiliares que são fundamentais para garantir a sustentabilidade da região.

Sob o tema “Alentejo Friends” o espaço dedicado a uma das maiores regiões vitivinícolas de Portugal, com mais de 23 mil hectares de vinha, relembra o Programa de Sustentabilidade de Vinhos do Alentejo, que, para diminuir o uso de pesticidas e sustâncias químicas nas vinhas, sugere a sua substituição por aves e insetos que são verdadeiros aliados no controlo de pragas.

“A Prowein é o maior ponto de encontro entre quem vende e quem compra no mercado mundial de vinhos e o objetivo da nossa participação é seduzir os compradores internacionais e capitalizar o crescente interesse dos profissionais internacionais do setor pelos vinhos alentejanos. Este revela-se o palco ideal para a promoção e afirmação dos vinhos alentejanos num panorama internacional, sem nos esquecermos de um dos nossos fatores diferenciadores: o respeito pela natureza, pelas pessoas, pela economia”, salienta Francisco Mateus, presidente da CVRA.

Em 2021, os Vinhos do Alentejo atingiram valores recorde nas exportações, com as vendas a crescerem 17,5% em valor e 11,6% em volume. A Alemanha está no TOP 10 dos mercados de exportação, tendo registado um crescimento de 41% em valor e 24% em litros, durante o último ano.

Recorde-se que a Prowein é uma feira internacional incontornável para o setor vitivinícola e que esteve suspensa nos últimos dois anos no seguimento da crise pandémica mundial.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img