Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Avião incendeia-se após colisão com outra aeronave em aeroporto no Japão

Um avião de passageiros despenhou-se em chamas em Tóquio, após colidir com uma aeronave que transportava ajuda para a região oeste afetada por sismos no Japão.

Na segunda-feira, o Japão foi atingido por uma série de sismos, resultando na morte de pelo menos 48 pessoas. Milhares de edifícios foram danificados por incêndios e deslizamentos de terra.

Pouco antes das 18h de terça-feira (hora local, 10h CET), um voo da Japan Airlines colidiu com uma aeronave da guarda costeira japonesa que se dirigia para o Aeroporto de Niigata para prestar assistência à área afetada pelo sismo. O avião de passageiros aterrou em chamas numa pista no Aeroporto de Haneda, em Tóquio.

De acordo com a Japan Airlines, todos os 379 passageiros e a tripulação a bordo foram evacuados, mas informações da emissora japonesa NHK indicam que cinco dos seis ocupantes da aeronave da guarda costeira ainda não foram localizados.

Alerta de tsunami na região de Ishikawa

Um alerta de tsunami significativo foi emitido para a região de Ishikawa, na costa central oeste do Japão. Foram emitidos alertas ou avisos de tsunami de menor gravidade para o restante da costa oeste da principal ilha de Honshu, bem como para a ilha do norte de Hokkaido, na tarde de segunda-feira.

O alerta foi posteriormente reduzido, e todos os avisos de tsunami foram levantados no início desta terça-feira. No entanto, as autoridades aconselham as pessoas que residem em áreas costeiras a adiar o regresso a casa. Algumas regiões experimentaram ondas superiores a um metro.

Os comboios de alta velocidade foram temporariamente suspensos, mas a situação normalizou-se em grande parte na tarde desta terça-feira. Algumas secções de autoestradas foram encerradas, e houve interrupções em alguns voos. Persistem problemas com o fornecimento de água, eletricidade e serviço de telemóvel em algumas áreas afetadas.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido emitiu um aviso aos viajantes, alertando para a possibilidade de novas réplicas e perturbações nas ligações de transporte. Recomenda-se que os viajantes nas áreas afetadas sigam as instruções das autoridades locais e estejam atentos às informações mais recentes da NHK World, da Agência Meteorológica do Japão e da Agência Nacional de Turismo do Japão.

As áreas afetadas incluem a costa do Mar do Japão em distritos como Ishikawa, Yamagata, Niigata, Toyama, Fukui, Hyogo, Hokkaido, Aomori, Akita, Kyoto, Tottori e Shimane, além das ilhas de Iki e Tsushima.

Precauções em Caso de Sismo e Alerta de Tsunami

Dada a propensão do Japão a sismos devido à sua localização no ‘Anel de Fogo’, as autoridades locais aconselham precauções, como a proteção da cabeça durante um sismo e, em caso de estadia em edifícios, abrigar-se sob mesas resistentes. Em caso de alerta de tsunami, orientações específicas são emitidas, incluindo a evacuação para terrenos mais elevados ou abrigos designados, com a recomendação de evitar o oceano, rios e zonas ribeirinhas.

O alerta de tsunami emitido na segunda-feira foi considerado o mais grave desde o sismo e tsunami de março de 2011, que resultou na perda de 18.000 vidas no nordeste do Japão.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img