Sábado, Fevereiro 24, 2024
Sábado, Fevereiro 24, 2024

SIGA-NOS:

Centro de Portugal celebra recorde turístico com 8M de dormidas e 4,5M de hóspedes em 2023

No ano passado, a região Centro de Portugal registou o seu melhor desempenho turístico de sempre, conforme indicado por diversos parâmetros, incluindo o número de dormidas e hóspedes, a taxa de ocupação e os proveitos totais, revelam dados preliminares da atividade turística em 2023, divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os dados do INE, o Centro de Portugal recebeu quase 8 milhões de dormidas em alojamentos turísticos entre janeiro e dezembro de 2023 – especificamente, 7.965.898. Este valor, nunca antes alcançado pela região, representa um aumento significativo de 11,6% em comparação com 2019, o ano de referência na atividade turística. Em comparação com 2022, a subida é ainda mais substancial, atingindo 11,9%.

Este substancial acréscimo de dormidas em 2023 na região verificou-se tanto entre os visitantes nacionais como entre os internacionais. As dormidas de residentes em Portugal aumentaram de forma expressiva, passando de 4.016.888 em 2019 para 4.663.421 em 2023, um aumento de 16,1%.

Ao mesmo tempo, as dormidas de visitantes internacionais continuaram a crescer. Os dados preliminares de 2023 indicam um aumento de 5,9% em relação a 2019, totalizando 3.302.477 dormidas.

“Acresce que os números hoje revelados podem ser revistos em alta, quando os dados preliminares do INE se tornarem definitos, em julho”, salienta a região Centro de Portugal.

Os indicadores positivos da região também se refletem no número de hóspedes. Ao todo, o Centro de Portugal recebeu mais de 4,46 milhões de hóspedes em 2023, um aumento de 349 mil em relação a 2019, até então o melhor ano de sempre. Em 2023, a região foi visitada por mais 8,5% de hóspedes.

Outro indicador revelador da dinâmica turística na região é a taxa líquida de ocupação-cama nos estabelecimentos de alojamento turístico, que atingiu 33,7% em 2023, comparada aos 32,8% de 2019.

Os dados divulgados esta quarta-feira pelo INE ainda não incluem os proveitos totais nos estabelecimentos de alojamento turístico, uma vez que faltam os números de dezembro. No entanto, até novembro, os proveitos já ultrapassavam o total de 2019: 432,6 milhões de euros de janeiro a novembro de 2023, contra 355,4 milhões em todo o ano de 2019.

“Os números preliminares de 2023 são extremamente positivos para o Centro de Portugal. Este pode ter sido o ano em que a região alcançou o marco histórico das 8 milhões de dormidas e dos 4,5 milhões de hóspedes, ou esteve muito perto de o fazer. São dados muito encorajadores, que demonstram a grande pujança da atividade turística no território e que mostram que o Centro de Portugal é um destino de excelência, que oferece uma diversidade de experiências e produtos turísticos para todos os gostos e preferências”, afirma Anabela Freitas, vice-presidente da Turismo Centro de Portugal.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img