Quarta-feira, Julho 17, 2024
Quarta-feira, Julho 17, 2024

SIGA-NOS:

Como os agentes de viagens devem aproveitar a tendência dos “destinos duplos”, segundo a Servantrip

-PUB-spot_img

A Servantrip, uma empresa de reserva de tours B2B, deu algumas dicas sobre como os agentes de viagens e outros intermediários podem aproveitar a tendência crescente de turistas que visitam “destinos duplos” para impulsionar vendas de viagens e atividades.

Os viajantes estão cada vez mais à procura de “destinos duplos” onde possam desfrutar das férias em locais alternativos mais económicos e menos concorridos do que os destinos já populares, segundo uma pesquisa do Skyscanner. A empresa realizou um inquérito no ano passado, onde revelou que 93% dos viajantes estava disposto a considerar um destino menos popular, com cerca de 64% citando a poupança de custos como fator de escolha. A Servantrip afirma que esta pode ser uma das razões para o surgimento da tendência dos “destinos duplos”.

Milos, uma ilha da Grécia, é fruto desta mudança. A ilha oferece paisagens únicas e praias semelhantes às de Santorini, com a única diferença de que tem menos turistas. Budapeste também foi um dos locais escolhidos para visitar, visto que possuiu custos inferiores comparados aos de Paris.

“À medida que os viajantes procuram destinos alternativos e menos concorridos, os agentes de viagens e os operadores turísticos têm de responder com produtos de viagens e atividades relevantes que correspondam às suas necessidades”, disse Manuel Núñez, Diretor Executivo da Servantrip.

Os turistas estão a dar mais importância às experiências quando planeiam as suas viagens. Os passeios, as atividades e as atrações nas viagens são cada vez mais incluídos na agenda dos viajantes do que anteriormente, de acordo com o The 2024 Experiences Traveler Outlook. Esta preferência registou um aumento de 2,7 passeios em 2019 para 4,7 passeios em 2024, com um crescimento semelhante em atividades e atrações.

A Servantrip considera que as excursões e as atividades podem desempenhar um papel fundamental na mudança para “destinos duplos” e salienta que “os viajantes têm de estar cientes das atividades disponíveis nesses destinos”. Sendo assim, a empresa considera que os agentes de viagens têm uma grande oportunidade de aumentar as suas vendas através da venda cruzada de excursões e atividades.

Manuel Núñez, CEO da Servantrip, fez várias recomendações aos agentes de viagens para que os turistas de “destinos duplos” aproveitem ao máximo as atividades e atrações disponíveis. Em primeiro lugar aconselhou os agentes de viagens a fazerem com que os “clientes reservem com antecedência para garantir os bilhetes” e a fornecer ajuda para “evitar longas filas ou situações de lotação esgotada. As visitas guiadas podem oferecer um conhecimento aprofundado e experiências sem complicações”, afirmou.

De seguida, disse para se manterem flexíveis e que tivessem um plano de reserva, “uma vez que as condições meteorológicas ou circunstâncias imprevistas podem afetar os planos dos viajantes”. Aconselhou ainda dar “prioridade às atrações obrigatórias, listando as principais escolhas e planeando um itinerário em torno delas”.

Por fim, o CEO da Servantrip recomendou “que os agentes se mantenham informados, verificando se há atualizações sobre os horários de funcionamento, orientações de saúde e quaisquer alterações nas atrações que possam informar os seus clientes.”

Fernando Santos, diretor de Parcerias Estratégicas da TUI Musement, a divisão de Tours & Atividades do Grupo TUI, revelou que a empresa construiu “um portfólio com curadoria das experiências mais relevantes em todo o mundo, desde atividades nos destinos mais conhecidos, a excursões nos locais menos conhecidos”. Acrescentou ainda que desenvolveu experiências como as da TUI Collection, ou as da National Geographic Day Tours, as quais estão disponíveis em mais de 100 destinos diferentes.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img