Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023
Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023

SIGA-NOS:

Da América Central para Madrid: Guatemala foi à FITUR mostrar porque é um dos destinos mais diversos do mundo

A Guatemala foi o país parceiro da última edição da Feira Internacional de Turismo (FITUR). Para o governo deste país da América Central esta foi uma oportunidade única para se dar a conhecer ao mundo, depois da pandemia.

Com uma riqueza cultural milenar, dezenas de sítios arqueológicos e outras ofertas turísticas de natureza, o país promoveu na FITUR toda a sua diversidade.

“Para nós ser o país parceiro da FITUR é uma grande oportunidade porque é uma plataforma na qual nos damos a conhecer como país. A Guatemala é um país com mais de três mil anos de riqueza cultural, com uma cultura Maya viva, ecoturismo, paisagens naturais e queremos mostrar tudo isso”, disse Jose Basilla, Conselheiro Comercial da Embaixada da Guatemala nos Emirados Árabes Unidos, ao TNews, durante a feira de Madrid. Jose Basilla reconhece que o país não se deu a conhecer o suficiente durante muitos anos, mas procura agora fazê-lo, com a presença em vários eventos turísticos na Europa e no Médio Oriente. “Estaremos a participar na ITB, em Berlim, também há a possibilidade de nos promovermos nos Países Baixos, e em maio vamos participar numa feira no Dubai. O governo está a apostar nesta participação ativa em feiras para dar a conhecer mais o nosso país”, refere.

Em 2022, o país recuperou 76% dos resultados turísticos de 2019, no entanto, não quer ficar por aqui. “Não queremos igualar 2019, a ideia é aumentar esses números, e acreditamos que vamos conseguir em 2023. Depois da pandemia, esta é uma excelente oportunidade para abrir a porta e tornar a Guatemala um destino que os turistas da América Latina, mas também na Europa e no resto do mundo queiram visitar.

Os principais países emissores de turistas para a Guatemala são EUA, México, El Salvador e Canadá. Na Europa, Espanha é o principal país emissor, algo que surge naturalmente. “Temos conexões aéreas com Espanha, laços históricos, laços de amizade a nível diplomático importantíssimos, a língua é a mesma, temos muitas tradições parecidas, isso torna Espanha um mercado natural. No entanto, também temos muitos turistas da Alemanha, França, Itália, Reino Unido”, refere o conselheiro.

Reconhecendo a importância das ligações aéreas, Jose Basilla afirma que o país procura fechar acordos aéreos com alguns países da Europa, e, para a participação na FITUR, trouxeram a companhia aérea de bandeira do país, a TAG Airlines. “A Iberia já voa a Guatemala, contudo, “ estamos a tentar que agora, depois da pandemia, outras companhias aéreas espanholas também voem outra vez para a Guatemala”, refere

Quantos aos destinos turísticos do país, o destaque de Jose Basilla vai para La Antigua Guatemala. Capital do Reino da Guatemala entre 1541 e 1776, esta cidade colonial é o principal ícone da herança hispânica e Património Cultural da Humanidade desde 1971. Hoje em dia é o destino mais visitado do país. Também o Lago Atitlán, localizado no Estado de Sololá, é uma das atrações turísticas mais visitadas da Guatemala. Foi considerado o mais belo do mundo pela National Geographic e está rodeado por diferentes povos mayas e três vulcões, E, por último, o Parque Nacional de Tikal , Património Natural e Cultural da Humanidade, desde 1979.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img