Quinta-feira, Julho 18, 2024
Quinta-feira, Julho 18, 2024

SIGA-NOS:

Do turismo musical à IA generativa: 5 tendências de viagem para 2024, segundo a Amadeus

-PUB-spot_img

O turismo de experiência ganhou um impulso significativo após a pandemia de covid-19. Agora, mais do que nunca, os viajantes procuram vivenciar momentos únicos. Este desejo, aliado ao compromisso com a sustentabilidade e à exploração de novos canais de venda, está a moldar as tendências para o próximo ano, de acordo com o relatório “Travel Trends 2024” da Amadeus. O turismo musical destaca-se como uma força impulsionadora, esperando-se que atraia milhares de viajantes em todo o mundo. Táxis aéreos estão a ganhar altitude, os influenciadores estão a tornar-se agentes de viagens, as tarifas da classe executiva estão a ser liberalizadas e a inteligência artificial está a consolidar-se como uma aliada crucial para os viajantes.

Presente em 195 países, a Amadeus possui uma vasta base de dados e tecnologia avançada, permitindo uma análise aprofundada das preocupações dos viajantes. Mais de 2.500 agências de viagens e especialistas de toda a organização foram consultados, e inúmeros inquéritos foram realizados para o estudo anual “Travel Trends”.

O relatório, disponibilizado para o setor, tem como objetivo auxiliar na melhoria e adaptação dos produtos às crescentes exigências dos viajantes. Durante a apresentação do relatório, David Vidal, Diretor de Desenvolvimento de Clientes para a Europa do Sul da Amadeus, destacou a importância deste recurso para orientar o setor.

O estudo identifica cinco tendências de viagem focadas na criação de experiências mais personalizadas:

Turismo Musical: Esta alternativa de lazer experimentou um ressurgimento após a crise sanitária devido à coincidência de dois factores fundamentais, segundo David Vidal. Por um lado, o desejo dos viajantes de desfrutar de experiências únicas que os ajudem a desligar-se da vida quotidiana e, por outro, os próprios artistas, que, com rendimentos muito limitados durante a pandemia, lançaram-se na conceção de grandes produções para atrair mais público. Muitas cidades estão a investir na criação de novos palcos para este tipo de espetáculo, refletindo um aumento significativo de concertos e festivais.

Assim, de acordo com o estudo da Amadeus, este ano assistiu-se a um boom de concertos e festivais e espera-se que a tendência se acelere em 2024. Como exemplo da força desta tendência, o estudo refere que mais de um milhão de pessoas visitaram o Reino Unido em 2022 para assistir a concertos.

Agentes Influencers: Os influenciadores agora vão além de inspirar viagens; estão a tornar-se agentes económicos ao facilitar reservas diretas através de canais específicos, uma vez que muitos deles estão frequentemente ligados a determinadas plataformas de comércio eletrónico, como a Thatch, a Luxury Travel Hackers e a TrovaTrip. Esta tecnologia permite que os criadores de conteúdos e os influenciadores que utilizam redes sociais como o Instagram, o YouTube ou o TikTok partilhem um link de reserva diretamente na sua página de perfil e processem os pagamentos.

Em novembro de 2022, Amesterdão registou 6,9 mil milhões de visualizações do TikTok, um interesse que levou a um aumento de 85% nas pesquisas de voos e hotéis na cidade.

Pontes Aéreas: Em resposta à preocupação com as emissões de CO2, surgem pontes aéreas alimentando táxis voadores e aviões elétricos, como os eVTOL. Exemplos incluem a frota de VoloCity eVTOL da Volocopter nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. Esta será uma das primeiras redes de táxis aéreos eléctricos. Além disso, Dale Vince, fundador da empresa de energia verde Ecotricity, planeia lançar uma companhia aérea eléctrica no Reino Unido, denominada Ecocity, movida a hidrogénio verde. Estes são apenas alguns exemplos das muitas iniciativas que estão a ser lançadas.

Concierge Inteligente: A Inteligência Artificial Generativa (IAG) está a personalizar as pesquisas de viagens, proporcionando um valor acrescentado significativo, prevendo-se um aumento no uso desta tecnologia, especialmente em assistência por voz para identificar as necessidades do viajante.

“Um conselheiro de voz identificará as necessidades do viajante para personalizar a sua experiência”, afirmou o Diretor de Desenvolvimento de Clientes da Amadeus para a Europa do Sul. O Diretor de Desenvolvimento de Clientes da Amadeus para a Europa do Sul sublinhou ainda que esta tecnologia “não substitui nada, complementa a organização de uma viagem e ajuda a aumentar a fidelização, porque recolhe muitas informações sobre o cliente”.

Business Luxe Acessível: A procura por voos na cabina dianteira está a impulsionar uma nova tendência: tarifas de classe executiva mais económicas e acessíveis. Começam a ser comercializados bilhetes “especiais” em classe executiva, sem acesso ao lounge, com seleção restrita de lugares e sem possibilidade de upgrade, como fez a Emirates, uma das primeiras companhias aéreas a utilizar este sistema, em 2019.

Como prova de que a tendência vai continuar, a Amadeus observa que a Air New Zealand vai adicionar quatro a oito filas de um primeiro produto Business Premier Luxe, enquanto a Lufthansa vai oferecer sete tipos de classe Business Allegris a partir de 2024.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img