Segunda-feira, Junho 17, 2024
Segunda-feira, Junho 17, 2024

SIGA-NOS:

Emirates opera dois voos diários Lisboa-Dubai a partir de 29 de dezembro

A Emirates vai começar a operar dois voos diários para Lisboa, a partir de 29 de dezembro. Com este aumento de frequências, a companhia aérea irá passar de 11 para 14 voos semanais para a capital portuguesa, retomando “o cenário que tinha em 2019”, avançou David Quito, diretor da Emirates para Portugal.

Com o aumento das frequências para Lisboa, a Emirates aumenta a sua oferta de 33 mil para 43 mil lugares mensais, mas David Quito afirma que o objetivo da companhia aérea é ter “uma operação igual a 2019, com cerca de 50 mil lugares por mês para Portugal”.

“Ao dia de hoje estamos com 11 voos por semana para Lisboa, estamo-nos cada vez mais a aproximar dos 18 voos para Portugal [que ofereciam em 2019]. Dia 29 de dezembro vamos passar para 14 voos semanais, portanto Lisboa fica exatamente com o mesmo cenário que tinha em 2019”, sublinhou.

“O Porto não está esquecido”, destacou o responsável durante o roadshow da MSC Cruzeiros que se realizou na noite de terça-feira em Lisboa, e que contou com a parceria da Emirates. “Em 2019, nós tínhamos quatro voos por semana para o Porto e queremos retomá-los”, salientando que primeiro a companhia aérea tem de criar “uma situação sustentável em Lisboa e com o tempo vamos trabalhando o Porto, que em principio irá operar a partir de 2024”.

David Quito anunciou, ainda, que “outubro foi o nosso melhor mês, estamos a atingir taxas de ocupação altíssimas. As taxas de ocupação, em primeira classe e executiva, são as mais altas dos últimos 10 anos [no ponto de vendas Portugal]”.

Eduardo Cabrita, diretor geral da MSC Cruzeiros em Portugal e David Quito, diretor geral da Emirates em Portugal, no roadshow da MSC em Lisboa.

“Agentes de viagens procuram estabilidade”

“A Emirates tem sempre o cuidado de manter a sua operação o mais estável possível”, sublinhou o responsável, destacando que “os agentes de viagens procuram estabilidade”, relembrando que “foi um verão muito complicado, por inúmeros fatores. Aquilo que os agentes de viagens mais procuram saber é se nós operamos os voos, se os voos estão cancelados, porque depois acaba por complicar toda a viagem”.

“Nós assegurámos sempre a operação em Portugal, efetuámos sempre todos os voos, claro que temos atrasos pontuais, mas nada dramático, de horas ou cancelamentos”, afirmou, defendendo que “é isso que o mercado procura, a sustentabilidade e fiabilidade da operação em Portugal. É sempre isso que nós procuramos fazer na Emirates, crescendo gradualmente, começámos com três voos em agosto [para Lisboa], estamos agora com 11, vamos chegar aos 14, mas não queremos prometer mundos e fundos, porque [o futuro] é uma incógnita”, concluiu o responsável.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img