Segunda-feira, Junho 17, 2024
Segunda-feira, Junho 17, 2024

SIGA-NOS:

Espanha impõe limites ao número de visitantes para as suas principais atrações

Cada vez mais, há regiões em Espanha que têm introduzido restrições para algumas das suas atrações naturais mais populares, numa tentativa de acabar com a sobrepopulação e promover o turismo sustentável.

Nos últimos vinte anos, o turismo nos parques nacionais cresceu 77%, com quase 16 milhões de visitantes anuais, de acordo com um relatório da associação Eco-union. O número de visitantes foi dos mais elevados durante a pandemia de Covid-19, quando tanto turistas internacionais, como locais,preferiram viajar para áreas naturais, longe das multidões nas grandes cidades.

O aumento do número de turistas causa uma ameaça aos habitats naturais sob a forma de erosão atropelamento de espécies vegetais, e assustar a vida selvagem local. “Os ambientes naturais têm de ser protegidos contra o turismo massivo que os pode degradar, com regulamentos que permitem o seu usufruto, mas também garantam a sua conservação”, explicou o porta-voz dos Ecologistas em Acção, Pau Monasterio.

Entre os locais que têm um limite no número de visitantes incluem-se as praias de Catedrais na Galiza, famosa pelas suas impressionantes formações rochosas; o Monte Teide, a montanha mais alta de Espanha; e o Parque Nacional de Doñana, uma das zonas húmidas mais importantes da Europa.

Existem ainda outras regiões que introduziram várias restrições. Em Andaluzia, o Parque Nacional de Doñana tem vindo a restringir os visitantes há vários anos. Por exemplo, apenas 886 pessoas são autorizadas por dia nas rotas de Huelva a El Acebuche e El Rocío, bem como na rota ao longo do rio até Sanlúcar de Barrameda.

Em Aragón o Parque Nacional Ordesa y Monte Perdido de Aragón tem tido restrições de visitantes durante anos e pretende mantê-las.

Nas Astúrias, foram colocadas restrições ao número de turistas aos Lagos de Covadonga, uma das zonas mais visitadas do Parque Nacional dos Picos de Europa. Durante os períodos mais movimentados do ano, os lagos só podem ser acedidos por autocarro ou táxi licenciado a partir da cidade de Cangas de Onís.

Nas Ilhas Baleares, lar de 50% dos prados de posidonia (ervas marinhas) em Espanha, as limitações foram alargadas ao Parque Nacional Marítimo-Terrestre de Cabrera. Aqueles que querem aceder à área por barco devem solicitar uma autorização especial. Este Verão, o governo das Ilhas Baleares também contratou informadores ambientais para viajar pelas praias, divulgando conselhos e informações sobre os habitats naturais protegidos das ilhas.

Depois de ter sido bombardeado pelos fãs do Game of Thrones porque era o local de filmagem do Dragonstone, o ilhéu de San Juan de Gaztelugatxe, no País Basco, reabriu finalmente ao público, mas com um limite diário de 1.500 pessoas.

Nas Ilhas Canárias com quase 15 milhões de visitantes por ano, o Parque Nacional do Monte Teide, em Tenerife, é um dos mais populares em Espanha. Foram introduzidas restrições no último trecho do caminho até ao pico de Teide, permitindo apenas 200 pessoas por dia. Foram também introduzidos limites no Parque Nacional Timanfaya de Lanzarote, obrigando os visitantes a pagar a entrada, enquanto que em La Gomera, o número de veículos autorizados a aceder às florestas de laurissilva foi limitado.

Em Gran Canaria, foram colocadas áreas sem entrada na praia de Maspalomas, a fim de proteger a reserva natural das dunas, enquanto em Fuerteventura apenas um certo número por dia pode visitar a pequena ilhota de Lobos.

Em Cuenca, em Castilla- La Mancha, foram propostos limites aos números de visitas às cascatas Chorreras del Cabriel. Especialistas sugeriram que apenas 400 por dia fossem autorizados a visitar a Reserva da Biosfera, onde este verão onze banhistas tiveram de ser resgatados devido a acidentes.

Na Extremadura, foram colocados limites ao acesso a várias atracções naturais, incluindo a Gruta de Castañar em Cáceres e a Gruta de Fuentes de León em Badajoz.

A região da Galiza restringiu o acesso à famosa praia galega de As Catedrais, fazendo com que as pessoas reservem um bilhete gratuito online com antecedência.

Na região da capital, Madrid, só é permitido nadar em áreas naturais específicas, incluindo Los Villares na represa de San Juan e as praias de Alberche e Las Presillas em Rascafría. Há também limites ao número de pessoas que podem visitar as populares piscinas verdes de La Charca Verde de la Pedriza, uma das zonas mais visitadas do Parque Nacional da Serra de Guadarrama.

Há ainda restrições em Múrcia no número de veículos privados que podem passar pelos parques naturais regionais de Calblanque, Monte de las Cenizas e Peña del Águila.

Em Navarra, o acesso à nascente do rio Urederra, no Parque Natural Urbasa, foi limitado a um máximo de 500 por dia, enquanto que nos reservatórios de Leurza e na floresta de Orgi, há restrições ao número de carros permitidos.

E por fim Valência restringiu o número de carros que podem aceder ao Parque Natural da Serra d’Irta no Verão. Este troço de estrada está situado junto à Reserva Marinha d’Irta. Em Alicante, existe um limite ao número de turistas que podem visitar Peñón de Ifach em Calpe, bem como as falésias do Cabo de San Antonio, dentro da área protegida do Parque Natural de Montgó.

Outros destinos com restrições

No caso de Portugal os visitantes da ilha das Berlengas, ao largo de Peniche, são agora obrigados a registar-se “online” e a pagar uma taxa turística através da plataforma “BerlengasPass”. A medida que entrou em rigor dia 1 de junho tem em vista “garantir a preservação da Reserva Natural das Berlengas”, informou em nota de imprensa o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Em Veneza vai introduzir-se uma taxa de entrada para os turistas em 2023. A partir de 16 de janeiro de 2023, quem quiser visitar o centro da Cidade de Veneza durante o dia terá que reservar a sua visita online com antecedência, sofrendo uma taxa de 3€ que aumenta para 10€ nas horas de pico. Estes preços podem subir e descer consoante o número de pessoas que procuram visitar o centro da cidade. 

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img