Sábado, Fevereiro 24, 2024
Sábado, Fevereiro 24, 2024

SIGA-NOS:

Hilton aposta em tecnologia para oferecer experiências de viagem mais personalizadas

As mudanças nos padrões de viagem e nos comportamentos dos clientes têm levado as empresas hoteleiras a repensar as suas estratégias. Nesse contexto, Chris Silcock, presidente de marcas globais e serviços comerciais da Hilton, explicou de que forma o grupo hoteleiro está a reforçar a sua estrutura tecnológica para personalizar elementos das viagens de lazer e de negócios.

“Os clientes têm um conjunto bastante diferente de requisitos quando estão lá para o fim de semana do que podem ter quando estão lá durante a semana a negócios,” disse Silcock à Hotel News Now. “Por isso, estamos a permitir-lhes personalizar essa única estadia com diferentes elementos para as diferentes partes de negócios ou lazer,” como o pequeno-almoço, check-in antecipado ou check-out tardio.

Embora a Hilton utilize inteligência artificial há anos em sistemas de gestão de receitas, algoritmos de preços e mais, Silcock explica que as oportunidades “mais emocionantes” a curto prazo residem em conteúdo personalizado.

“No futuro, seremos capazes de utilizar inteligência artificial generativa para analisar o conteúdo que possuímos e torná-lo relevante para si, para a sua pesquisa, incluindo quais imagens visualiza”, afirmou. “Atualmente, todos os hóspedes veem a mesma página inicial do site e da aplicação móvel da Hilton, mas personalizar essa experiência com dados implica mostrar resorts de golfe a entusiastas do desporto”.

A Hilton tem vindo a modernizar os seus sistemas tecnológicos antigos ao longo da última década, abrindo capacidades para a empresa que não eram possíveis antes, indicou. Nos últimos anos, os membros do clube de fidelidade puderam escolher quartos específicos no hotel e receberam avisos antecipados de upgrades confirmados – dois exemplos do que uma infraestrutura tecnológica baseada na cloud pode alcançar para os hóspedes, salienta Silcock.

Outra conquista recente que citou é a possibilidade de os organizadores de reuniões reservarem blocos de quartos e salas de reuniões para pequenos eventos digitalmente, contornando o processo tradicional de pedido de propostas.

Chris Silcock descreveu a tecnologia, que continua a ser implementada em propriedades da Hilton, como “um game-changer para um processo de reserva que, francamente, precisava de modernização”.

Silcock afirmou que este tipo de personalização habilitada pela tecnologia e facilitação da jornada de viagem tem muito espaço para crescer. “Os nossos clientes estão à procura de melhorias em todas as experiências das nossas marcas”, sublinhou.

De acordo com Silcock, a Hilton está a abordar esta ideia de melhoria de três formas: Tornar a estadia mais personalizada, mostrando aos hóspedes tudo o que está disponível no hotel, ligando os hóspedes a experiências como restaurantes e entretenimento perto do hotel, e ligando-os a experiências “mais alargadas ou maiores” na região.

“A estadia é o mais importante para nós, porque é isso que nos distingue – uma estadia superior,” disse ele. “Mas estamos a aprimorá-la, proporcionando acesso a experiências nas proximidades do hotel ou da região local. Isso está a chegar. Isso é o que está para vir.”

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img