Quarta-feira, Julho 17, 2024
Quarta-feira, Julho 17, 2024

SIGA-NOS:

Iberia oferece mais de 5,3 milhões de lugares em 2024 entre a Europa e a América Latina

-PUB-spot_img

A conetividade da Iberia entre a Europa e a América Latina estabelecerá este ano um novo recorde, com mais de 5,3 milhões de lugares entre ambas as regiões.

Além disso, esta capacidade supera o anterior recorde da Iberia na América Latina, que em 2023 era de quase 4,6 milhões de lugares. Assim, este ano, a capacidade total representa um crescimento de 16,4% em relação ao ano passado, e mais de 20% em relação aos valores registados antes da pandemia, em 2019.

Da mesma forma, há um aumento significativo de voos disponíveis para os clientes. Em 2024, a Iberia operará mais de 320 voos por semana, um “aumento significativo” em relação aos 280 registados durante a época de verão do ano passado e aos 300 que criaram uma “ponte” entre os dois lados do Atlântico no Natal passado.

Mercados com valores recorde

Este aumento das operações gerais entre a Europa e a América Latina reflete-se no crescimento que a Iberia tem previsto em vários países.

A rota entre Argentina e Espanha contará com três voos diários, o que representa um aumento de 50% em relação à temporada de inverno anterior. Antes, durante o verão, já tinha aumentado as frequências semanais de 14 para 17, pelo que nesta altura já opera três dias por semana com três frequências.

O Brasil é outro dos países que regista maior crescimento, graças ao aumento para 14 frequências semanais para São Paulo na próxima época de inverno. Houve um aumento notável, passando de sete para dez frequências semanais em abril, e para 11 a partir de junho, o que se manterá até setembro. Por sua vez, o Rio de Janeiro dispõe de seis frequências semanais desde junho.

Na Colômbia, após o aumento para três voos diários registados na última época de inverno, a rota entre Bogotá e Madrid terá 21 frequências semanais ao longo do ano. Segundo a companhia aérea, trata-se de uma “capacidade idêntica à do mercado mexicano”.

Este ano, o Peru também beneficiará de uma capacidade recorde, uma vez que consolida 13 frequências semanais, ou seja, dois voos diários todos os dias, exceto um.

Santiago do Chile também conta com um voo adicional entre junho e setembro, atingindo 11 frequências semanais neste período, enquanto no resto do ano manterá dez frequências. O mesmo acontece com o Equador, uma vez que a rota entre Quito e Madrid terá um voo diário em 2024 (sete frequências semanais), enquanto Guaiaquil terá três frequências por semana.

Além disso, Montevidéu, no Uruguai, também verá uma capacidade histórica este ano, graças ao voo diário que terá ao longo de 2024, enquanto Caracas, na Venezuela, consolidará o crescimento para cinco frequências semanais.

Já nas Caraíbas, a República Dominicana, que começou o ano com nove frequências semanais em janeiro e dez em fevereiro, registará um novo aumento, com oito frequências em novembro e dez em dezembro, que continuarão a aumentar na época de inverno na Europa.

Paralelamente, Porto Rico regista um aumento significativo, com sete frequências semanais durante a maior parte dos meses do ano, enquanto no ano passado esse número se situava entre quatro e cinco. Havana, em Cuba, terá três frequências semanais. Na América Central, as rotas entre Madrid e Costa Rica, Guatemala e El Salvador mantêm os voos diários, enquanto o Panamá terá quatro frequências semanais

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img