Segunda-feira, Agosto 8, 2022
Segunda-feira, Agosto 8, 2022

SIGA-NOS:

Nova Iorque está pronta para receber visitantes, diz o Lonely Planet

Depois de um ano difícil, Nova Iorque deseja receber novamente visitantes e a prova disso é que estão a ressurgir novos espaços para refeições ao ar livre, novos hotéis e serviços de transporte renovados, escreve o guia de viagens Lonely Planet.

O New York City & Company, a entidade que gere o turismo no destino e responsável pela promoção, anunciou recentemente qual a estratégia para a reabertura da cidade.

Para já, está previsto o investimento numa campanha de marketing de 30 milhões de dólares (25 milhões de euros), anunciado pelo mayor de Nova Iorque, Bill de Blasio.  

“O turismo é responsável por centenas de milhares de empregos nesta cidade e construir uma recuperação para todos nós significa receber os turistas de volta ao maior destino de viagens do mundo”, disse Bill de Blasio, citado pelo Lonely Planet. Batizada de ‘NYC Reawakens’ a campanha pretende mostrar aos visitantes que a cidade “não está apenas pronta para recebê-los – está a criar uma cidade mais justa, melhor e mais vibrante do que nunca.”

Em termos de restaurantes, “isso significa não apenas manter as refeições ao ar livre, mas expandi-las para uma espécie de cafés ao ar livre, como os encontrados frequentemente nas ruas de Paris ou Milão”, escreve o artigo.

De acordo com um comunicado à imprensa, NYC & Company prevê que 36,4 milhões de pessoas viajarão para a cidade em 2021, recuperando mais de 50 por cento do recorde de 66,6 milhões de visitantes registado em 2019.

Quando os visitantes chegarem a Nova Iorque vão deparar-se com “uma série de mudanças feitas no sistema de transporte da cidade”. Entre as maiores está o redesenho do Terminal B do Aeroporto LaGuardia, no Queens. O novo terminal possui 35 novas portas de embarque e cerca de 50 lojas e restaurantes espalhados por toda parte. O Aeroporto Newark Liberty também está a terminar as recentes renovações.

Também procurada por turistas por ser um dos maiores centros de arte e cultura do mundo, a cidade começou lentamente a reabrir os seus famosos museus, como o Museu de História Natural, galerias de arte como o Guggenheim e zoológicos como o Zoológico do Bronx – permitindo 50 por cento da capacidade.

Quanto à Broadway, algumas produções estão prestes a reabrir na primavera. Já o setor hoteleiro, que foi devastado durante a pandemia, está lentamente a voltar à vida com 116 novos hotéis planeados para 2021. 

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img