Domingo, Maio 26, 2024
Domingo, Maio 26, 2024

SIGA-NOS:

Nova Iorque exige certificado de vacinação nos restaurantes, ginásios e espaços de entretenimento

A cidade de Nova Iorque exigirá um certificado de vacinação Covid-19 a clientes e trabalhadores para aceder ao interior de restaurantes, ginásios e locais de entretenimento, anunciou o mayor Bill de Blasio esta terça-feira, dia 3 de agosto, numa conferência de imprensa.

A medida, que entra em vigor a partir de 16 de agosto para ser implementada na totalidade a partir de 13 de setembro, é vista como forma de combater a disseminação da variante Delta. As pessoas terão que provar que receberam pelo menos uma dose da vacina.

“O objetivo aqui é convencer a todos que esta é a hora. Se vamos parar a variante Delta, a hora é agora. E isso significa ser vacinado agora”, refere

De Blasio tem se concentrado em vacinar o máximo possível de nova-iorquinos, ao mesmo tempo em que resiste aos apelos para impor máscaras no interior dos locais, como fizeram várias cidades e condados da Califórnia.

A ordem do mayor surge um dia depois de De Blasio ordenar a vacinação para todos os novos contratados da cidade, exigindo que forneçam um certificado de vacinação até o primeiro dia de trabalho, sem a opção de fazer o teste regularmente. De Blasio emitiu medidas semelhantes para funcionários municipais e profissionais de saúde em julho, pedindo-lhes que verificassem o seu status de imunização até 2 de agosto ou se submetessem testes semanais à covid-19.

A cidade de Nova Iorque também começou a oferecer 100 dólares (84 euros) desde o passado dia 30 de julho a qualquer pessoa que recebesse as vacinas num posto de vacinação da cidade. De acordo com Bill de Blasio, 11.000 pessoas receberam este valor até agora, com 5 milhões de residentes da cidade imunizados com pelo menos uma dose.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img