Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023
Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023

SIGA-NOS:

O melhor e o pior de 2022 e desejos para 2023

Agora que estamos a chegar ao fim de 2022, quisemos saber que balanço fazem os profissionais de turismo do ano que termina. Saiba o que elegeram como o melhor e o pior de 2022 e os seus desejos para 2023.

Por Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo de Portugal

+ Melhor de 2022

A recuperação das viagens depois da pandemia, o que contribuiu para o crescimento das dormidas e das receitas, tendo o Turismo recuperado em 2022, antes do que esperávamos, sendo que este será o melhor ano turístico de sempre em Portugal, acima de 2019, o ano pré pandemia.

– Pior de 2022

A continuação da não decisão sobre o novo aeroporto.

Desejo para 2023

Sem dúvida, o fim da guerra na Ucrânia.

Por Gonçalo Rebelo de Almeida, administrador dos Hotéis Vila Galé

+ Melhor de 2022

A retoma da procura dos mercados externos, com especial destaque para os EUA.

O crescimento do mercado interno português que atingiu os melhores números de sempre

– Pior de 2022

Guerra da Ucrânia, custos de combustível e seu impacto no custo do transporte aéreo, política chinesa em relação ao Covid, escassez de recursos humanos, ausência de decisão quanto ao aeroporto de lisboa, dificuldades logísticas

Desejo para 2023

O fim da guerra da Ucrânia e que a procura turística mantenha os níveis de 2022.

Por Diogo Assis, Founder & CEO da Voqin

+ Melhor de 2022

Depois de dois anos muito difíceis, a libertação das medidas restritivas impostas pela Covid e o regresso aos grandes eventos foram, sem dúvida, o melhor. Chegamos ao fim do ano com grande expetativa sobre o que os próximos tempos nos vão trazer.

– Pior de 2022

Os dois anos de adiamentos juntamente com novo negócio e com equipas reduzidas fez com que toda a cadeia de valor entrasse em rutura, com impacto negativo nos tempos de resposta e qualidade global do serviço. 

Desejo para 2023

Desejo mais foco na Excelência por parte de toda a indústria, formando bons profissionais e acrescentando valor. Só assim, continuaremos a fazer de Portugal o melhor destino para eventos do mundo.

Por Alfredo Tavares, diretor geral do The Beautique Hotels

+ Melhor de 2022

Sem dúvida, o fim das restrições das viagens devido à pandemia. O aumento do preço médio dos hotéis em Lisboa, mais condizente com a qualidade dos mesmos. Há claramente um antes e depois de fevereiro de 2022.

– Pior de 2022

A falta de capacidade de resposta do aeroporto na chegada de todos os visitantes fora do espaço Schengen. Deveríamos ter um melhor cartão de visita à chegada. Aumento excessivo de todos os produtos e serviços e, claro, num outro âmbito a guerra na Ucrânia, que apesar de se pensar que beneficia o turismo, penso exatamente o contrário.

Desejo para 2023

Em primeiro lugar o fim da guerra. Numa perspetiva mais dentro do setor, era importante haver uma estratégia de tarifas que não seja definida por uma concorrência de baixar preço, mas sim melhorar serviço e produto e que a taxa turística sirva exatamente para esse fim, melhorar as condições de quem nos visita e de quem vive e trabalha na cidade.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img