Sábado, Maio 28, 2022
Sábado, Maio 28, 2022

SIGA-NOS:

O NOVO JOGADOR – Alimentos à base de plantas

O conceito de uma alimentação baseada em frutas, legumes, grãos, nozes, sementes e outros ingredientes não animais está cada vez mais a transformar a forma como a sociedade ocidental come.

Esta mudança surge porque, ao contrário do “vegetarianismo” e do “veganismo”, uma alimentação baseada em vegetais não se baseia no evitar, mas sim no apreciar. Aqui não se trata simplesmente de subtrair a carne e o peixe de equação mas sim optar por uma variedade imensa e extensa de “outros” ingredientes.

Estamos a assistir a uma nova batalha onde os jogadores já não são os “velhinhos” carne vs peixe. Este novo “player” chegou e lentamente começou a dar “cartas”.

Cada vez mais os acompanhamentos estão se tornando pratos principais, e pratos principais estão se tornando acompanhamentos.  Cada vez mais os consumidores estão a optar um “veganismo casual” eliminando das suas dietas (não na totalidade) a carne ou os produtos derivados de animais.

O acesso a uma vastíssima gama de receitas baseadas em vegetais ou outros novos produtos extremamente saborosos é uma realidade e a informação sobre esses mesmos ingredientes, assim como sobre os efeitos positivos que a alimentação sem carne tem na saúde e no bem-estar, estão também ajudar na aceitação desta ideia junto do público em geral.

Para “ajudar à festa”, muitos destes novos alimentos à base de plantas imitam a aparência e o sabor dos produtos animais, incluindo a carne de vaca, o frango, o camarão e mesmo os laticínios. Graças à pesquisa multidisciplinar e a um composto de ferro conhecido como “heme”*, os hambúrgueres Impossíveis à base de batata e soja, por exemplo, são praticamente indistinguíveis dos “verdadeiros”.

O mercado está a responder em força e hoje já podemos encontrar ofertas de pratos à base de vegetais em restaurantes de topo, refeitórios de empresas e roulottes de rua. Falamos de pratos imensamente criativos e inclusive os Chefes de Cozinha da “velha escola” estão a aderir à nova tendência. Um dos melhores exemplos é o do principal restaurante do Alain Ducasse em Paris que retirou por completo do menu todos os pratos à base de carne.

Em resumo, a alimentação baseada em vegetais é também um conceito que reúne toda uma série de questões sociais e éticas desde a agricultura industrial, ao uso eficiente dos recursos naturais e aos efeitos do consumo excessivo de carne e seus transformados na saúde humana.

Nós aqui no NEXT da Savoy Signature temos perfeita consciência deste novo “jogador” e já o colocamos em campo – inclusive estamos já a criar outros mas guardarei essa(s) surpresa(s) para um próximo artigo de opinião.

*É uma molécula essencial que se encontra em todas as plantas e animais vivos – mais abundantemente em animais. No fundo é o que faz a carne ter gosto de carne.

Por Ricardo Augusto

É hotel manager do NEXT da Savoy Signature, na Madeira, Founder & CEO da REDE-T, rede de profissionais na área de turismo, hotelaria e restauração.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img