Domingo, Junho 23, 2024
Domingo, Junho 23, 2024

SIGA-NOS:

O Novo Turismo e as Novas tendências

Muito se tem falado de um ‘Novo Turismo’. Em conferências, artigos, debates, entrevistas, mesas-redondas…. será que existe um novo Turismo? Ou estamos a falar do turismo de sempre, mas com novas roupagens?

Existem mudanças, claro, são estas que nos movem e nos fazem aceitar o novo, o desconhecido, aquele que provoca rutura. Para olhar para a frente e adivinhar que novas tendências aí vêm, devemos antes, olhar para trás, para compreender o passado. Evitando que as coisas más se repitam, potenciando as boas. Vivemos tempos assim. Temos atípicos que nos fazem ficar perplexos perante a novidade. Quantos de nós, não pensaram já, como é possível que em pleno ano de 2022, um país invada outro, comprometendo a sua soberania? E todos ficamos atónitos e a vida continua. Este episódio influencia o agora e o depois. Porque origina a perda de vidas de humanas, contribui para a instalação de uma crise económica, para o aumento da inflação, das taxas de juro, do desemprego, do aumento do custo de vida, agravadas ainda por uma crise energética. A isto se junta a Pandemia que continua a pairar sobre todos, como uma ave agoirenta. Toda a conjuntura rasga os procedimentos normais, coloca em causa o normal e o comumente aceite, faz-nos refletir, mas será que nos prepara para o novo Turismo que aí vem?

Não obstante, o ser humano tem uma imensa capacidade de adaptação e, novas oportunidades surgirão. Temos que estar atentos para aproveitar as mudanças que tratarão ventos de paz. O novo turismo olha para o futuro de frente. E a pensar nisto, o centro de Pesquisa e Inovação em Turismo da Universidade Taylors organizou uma escola de verão, onde se pensou e debateu o tema: ‘Inovação e Tecnologia no Turismo e a conquista dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)’. Por aqui passaram alguns dos maiores investigadores de Turismo do mundo que refletiram e debateram sobre o futuro do Turismo. Das diferentes mudanças, tendências e aplicações dos ODS, destaco os novos caminhos que nos guiam em direção ao novo Turismo:

1º A Sustentabilidade

É a palavra da moda, mas já não é um marco para o futuro. Trata-se do presente. Os consumidores ganham a consciência que devem consumir, sem aumentar a sua pegada, ou sem interferir com os hábitos das comunidades locais. De preferência existir, deixando o mínimo de marcas e contribuir para um planeta mais próspero. A escolha de um hotel, sem olhar para a sua relação com o planeta ou a possibilidade de uma empresa conseguir um apoio do Estado, sem uma estratégia sustentável será, no curto prazo bastante improvável.

2º As Tecnologias

Ajudarão o consumidor a fazer as suas escolhas no futuro, mas também ajudarão os stakeholders a monitorizar os processos de compra e os impactos ambientas, sociais e económicos. Agora mais do que nunca, informação é poder.

3º As Experiências

Procuram-se e desejam-se. Num mundo cada vez mais igual, mais globalizado, as experiências únicas e indissociáveis serão a batuta do novo Turismo. A procura por momentos extraordinários, de contacto com a cultura e a gastronomia local farão parte da escolha natural dos destinos, das companhias áreas, das infraestruturas hoteleiras e até das atrações turísticas.

4º A Inovação

Continuará a ser o motor do futuro. Disruptiva com o que existe e perante novas necessidades procura novas soluções. No Turismo, os produtos têm que se reinventar, procurar novas funções, novas utilizações para novos públicos, mantendo as raízes e à autenticidade, quer no património tangível que intangível.

5º A Segurança e a Proteção

Presentes nos destinos de hoje e do futuro. Estes destinos continuarão a ser aqueles que apesar das suas incríveis atrações, do quão ‘inteligentes’ são ou mesmo sustentáveis, têm que garantir a segurança a quem os visita e a proteção a todos os que com ele interagem. Em tempos caraterizados pelo horror de uma guerra, a segurança é e continuará a ser um critério óbvio de seleção.

6º A Personalização

Será o mote, numa sociedade desgastada pela massificação e a estandardização dos produtos. O consumidor quer personalizar os seus produtos e serviços à sua medida e mediante a sua vontade. O consumidor quer tornar o seu consumo em algo inesquecível e irrepetível.

7º A Inteligência Artificial e os Robots

Oferecem novas oportunidades para as empresas aumentarem a produtividade, tornarem o trabalho mais seguro e economizarem tempo valioso para as pessoas. A integração da robótica e da inteligência artificial (AI) ​ aumenta e amplifica o potencial das máquinas passando do raciocínio simples para habilidades cognitivas semelhantes às humanas. O próximo estágio da Inteligência Artificial é a era da inteligência aumentada, ligando humanos e máquinas. Os robôs são projetados para executar tarefas repetitivas com a máxima precisão e maior velocidade. Este crescimento, surge (entre outros fatores) da natural e atual falta de mão de obra qualificada, o que irá aumentar a prazo, a adoção da integração da IA ​​na robótica. Os chatbots são já um exemplo de sucesso da IA e Robótica aplicados ao Turismo.

8º A Economia de Partilha

Origina novos modelos de negócios baseados nas plataformas de partilha online. Este modelo de negócio origina o consumo colaborativo, criando de forma simultânea um sentimento de comunidade em que os recursos partilhados unem as sociedades, ajudando a poupar o planeta. Têm surgido várias empresas de partilha de recursos, tais como: partilha de boleias (Boleia.net; Blabla Car) coworking (Walkabout workplace, Sococo), serviços de entrega de supermercados (Glovo) alojamento (AirBnb).

9º O Turismo Alternativo

Aparece como alternativa ao turismo de massas e combina os produtos turísticos ou serviços turísticos individuais, e assume-se como um tipo de turismo diferente com espaço para o ‘turismo inteligente’, ‘motivado’ ‘anti turismo’ ou ‘turismo participativo’. Neste tipo de turismo encaixam conceitos comummente conhecidos como Turismo Étnico, Turismo de Vida Selvagem, Ecoturismo, Turismo Cultural ou Espacial, para citar alguns.

10º O Turismo de Bem-estar

Uma vez que hoje, as pessoas procuram de forma constante, as melhores maneiras de cuidar de sua saúde mental, física e espiritual, em todos os aspetos da vida. Uma forma de identificar essas descobertas é através das viagens, originando a procura do turismo de bem-estar, nomeadamente: terapia de fontes termais; Retiros de: bem-estar culinário, Yoga e Pilatos, Ayurveda; Spa e vinho, Meditação, Voluntários, Detox e Cruzeiros de bem-estar.

O Novo Turismo traz novas oportunidades, novos players, novos conteúdos e até novas formas de viajar que passarão pelo consumo nas realidades paralelas, como as eXtended Realities (Realidade Aumentada, Virtual e Mista). Esperamos que traga também Paz, maior Solidariedade, maior Consciencialização na preservação do planeta e maior Humanidade entre, e para todos.

Sofia Almeida

É professora auxiliar na Universidade Europeia e investigadora no CEG/Territur, Universidade de Lisboa.

salmeida@universidadeeuropeia.pt

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img