Quinta-feira, Maio 23, 2024
Quinta-feira, Maio 23, 2024

SIGA-NOS:

Pontos turísticos da Madeira com maior afluência terão regras para evitar congestionamentos

Os pontos turísticos da Madeira com maior afluência vão ter novas regras para evitar congestionamentos, designadamente em termos de horários, indicou na quarta-feira o executivo madeirense.

“Toda a gente fala do congestionamento. Nós vamos auscultar, vamos ouvir o setor, ou seja, a mesa da ACIF [Associação Comercial e Industrial do Funchal] da hotelaria vai ser ouvida e fazer as sugestões para depois nós não tomarmos decisões e dizerem que devia ter sido assim ou assado”, disse o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

Em declarações aos jornalistas, o chefe do executivo madeirense (PSD/CDS-PP) realçou que as decisões vão ser tomadas “em conformidade com os profissionais da área”, escusando-se, contudo, a adiantar para já pormenores.

“Penso que há que fazer alguns ajustamentos. Acho que não é uma questão dramática, não vale a pena estarmos a fazer dramas. É uma questão de bom senso. Como não é possível fazermos a coordenação entre os agentes, vamos ter de impor regras”, afirmou.

Miguel Albuquerque rejeitou que haja excesso de turismo na Madeira e defendeu que é um “bom problema”, assegurando que o Governo Regional irá “resolver agora”.

O presidente do executivo referiu como “pontos de maior conflito” o miradouro do Cabo Girão, assim como alguns percursos pedonais, designadamente as levadas dos Balcões e das 25 Fontes. “Além disso, é necessário estimular a procura de novos percursos turísticos que estão disponíveis e não são tão utilizados”, defendeu.

Também a secretária Regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, Susana Prada, indicou na quarta-feira de manhã que será apresentada uma proposta à Associação Comercial e Industrial do Funchal para diminuir os congestionamentos e a sobrecarga nos principais percursos pedonais e atrações turísticas da região.

A governante não quis adiantar pormenores da proposta, mas referiu que “as pessoas não vão poder ir todas às nove da manhã” para esses locais.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img