Sexta-feira, Junho 14, 2024
Sexta-feira, Junho 14, 2024

SIGA-NOS:

Porto foi o destino número 1 da Transavia France no pico do verão de 2022

A Transavia France transportou 2,4 milhões de passageiros no pico do verão (julho e agosto) de 2022, o que significou um aumento de 45% face ao mesmo período de 2019 (e 53% vs. 2021), sendo o Porto o destino mais popular globalmente no período e Lisboa o número 3 – respetivamente, com 126.017 e 88.200 viajantes transportados. Nas contas da companhia low-cost do Grupo Air France-KLM, o mercado português foi o segundo em passageiros transportados (359.624), atrás apenas da Grécia e acima de Espanha, representando um aumento de 13% face a igual período de 2019 (e 26 % vs. 2021).

“A história de sucesso da Transavia France em Portugal e, sobretudo, nas rotas de/para o Porto prossegue. Portugal é e continua a ser um mercado emblemático e histórico para a nossa companhia aérea e os resultados de tráfego alcançados no pico do Verão 2022, onde Porto e Lisboa aparecem no top3 dos nossos destinos preferidos, e o reconhecimento pelos nossos clientes do nosso serviço de/para o Porto, são a melhor prova disto e do nosso compromisso de longo prazo com este mercado resiliente e estratégico”, afirmou Nicolas Hénin, Chief Commercial Officer of Transavia France.

Em comunicado, a companhia realça também o nível de satisfação dos clientes, referindo que, segundo o Net Promoter Score, os clientes da Transavia France ficaram muito satisfeitos com o serviço de/para o Porto em julho, com a rota de/para Brest a receber uma pontuação de 66 (a 2ª melhor do mês), Nantes 48 e Lyon 4.

“As aberturas em Portugal em 2022, incluindo nos Açores e na rota Porto – Brest (agora, durante todo o ano), ou o aumento de frequências em rotas, como Porto – Paris-Orly, Faro – Paris-Orly, Lisboa – Nantes , Faro – Roterdão ou Funchal – Amesterdão, também consequência do vigoroso investimento na nossa frota, significou uma oferta total de 1,5 milhões de assentos no mercado português este Verão, um aumento de 23% face ao período homólogo pré-pandemia de 2019”, conclui a companhia.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img