Quinta-feira, Maio 23, 2024
Quinta-feira, Maio 23, 2024

SIGA-NOS:

Que benefícios estão as empresas turísticas a implementar para reter talento?

Desde 2019, Portugal perdeu mais de 25% dos trabalhadores da área do turismo, de acordo com dados do INE, e os profissionais do setor queixam-se de falta de mão de obra no setor. Porém, a falta de recursos humanos não se circunscreve a Portugal. O grupo britânico ITC Travel reformulou o seu programa de recompensas aos colaboradores e melhorou a forma como se envolve com os mesmos, numa tentativa de criar uma força de trabalho mais feliz e motivada.

Aumento de benefícios para retenção de talento

Segundo o grupo britânico, as mudanças destinam-se a assegurar que os funcionários se sintam “ouvidos e envolvidos” no negócio.

O grupo aumentou o subsídio de férias, dos funcionários, de 22 para 25 dias. Dentro de três anos, o ITC Travel planeia aumentar o subsídio de férias para 26 dias e, após cinco anos, para 27 dias.

O subsídio de maternidade e adoção passou para 12 semanas, com pagamento integral. No passado, as funcionárias tinham apenas direito a seis semanas e a 90% do salário. O subsídio de licença de paternidade também sofreu alterações. Aumentou de duas para três semanas de licença, com pagamento integral.

Os funcionários que trabalharem aos sábados vão receber, em substituição, um dia de folga. Os rendimentos das comissões também mudaram, na sequência de uma revisão dos rendimentos dos trabalhadores. A chefe de operações, Lisa Smith, disse que os funcionários se começaram a sentir “valorizados”, particularmente após os dois últimos anos.

“Melhorámos o pacote global de benefícios de emprego. As equipas com melhor desempenho são as equipas mais felizes. Tem sido duro durante a pandemia, mas estamos a tentar fazer o que podemos, para tirar a pressão das pessoas e voltarmos a divertir-nos”, afirma Lisa Smith.

“Estamos a olhar para tudo o que fazemos. Os salários dos funcionários mudaram substancialmente [como resultado do novo esquema de comissões]”, complementa.

Todos os gestores do negócio estão agora a seguir cursos de formação para “apoiar melhor as suas equipas”, o que se segue à criação de um papel de chefe de equipa no ano passado.

A empresa começou também a acompanhar a opinião dos funcionários, através de inquéritos mensais. “É importante para nós que as pessoas saibam que estão a ser ouvidas e que agimos em conformidade”, disse Smith.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img