Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Redução do consumo de água no Algarve: Turismo de Portugal estuda medidas para apoio às empresas

O Turismo de Portugal encontra-se a estudar potenciais medidas para poder apoiar as empresas turísticas do Algarve, nomeadamente, no domínio da sustentabilidade ambiental, avançou o secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, ao TNews, esta quarta-feira, dia 24, à margem da FITUR.

O Algarve vai ter cortes de água de 25% na agricultura e de 15% no setor urbano, que inclui o turismo, para preservar as reservas de água e fazer face à seca que a região vive.

De acordo com Nuno Fazenda, “tem havido um diálogo de grande proximidade entre as instituições públicas e o setor empresarial para o desafio de poupança da água no Algarve”.

Face à meta de redução de 15% no consumo de água no setor do turismo, o secretário de Estado sublinha que as empresas do turismo têm feito “um trabalho de maior eficiência, e maior sustentabilidade, esse é um caminho de salientar”. “O Turismo de Portugal encontra-se, neste momento, a estudar potenciais medidas para poder vir a apoiar as empresas, nomeadamente, no domínio da sustentabilidade ambiental e a breve trecho dará novidades”, afirma.

Nuno Fazenda assegura que não tem havido impacto nos mercados emissores da região por causa da escassez de água e a implementação destas medidas. “Não temos sentido isso, o Algarve tem que assegurar sempre uma promoção como destino turístico com sustentabilidade, com as melhores praias do mundo, com uma oferta hoteleira de excelência, que tem preocupações ambientais e que, para isso, tem vindo a adotar medidas para assegurar a sustentabilidade”.

O presidente do Turismo do Algarve também confirma que, até agora, não tem havido da parte dos mercados emissores para o Algarve preocupação com a escassez de água. André Gomes garante que o nível da oferta “não será afetado por estas medidas que os empreendimentos vão adotar”.

O responsável destaca a preocupação do setor em comunicar um destino sustentável capaz de gerir eficientemente os seus recursos. Além disso, salienta que os turistas que visitam o Algarve têm cada vez uma “consciência ambiental mais forte, mostrando-se sensibilizados com esta matéria e, portanto, eles próprios obrigam-nos também a sermos mais conscientes e sensíveis a estas matérias”.

Maior participação de sempre na FITUR, em Madrid

Nuno Fazenda saudou “a maior participação de sempre de Portugal na FITUR”. O secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços está a participar na feira de Madrid, onde saudou o “Turismo de Portugal, as Entidades Regionais de Turismo, as Agências Regionais de Promoção Turística, os empresários, os municípios e as associações por este ano se juntaram para fazer um stand com grande presença e prestígio de Portugal”. “As perspectivas que temos para o futuro é que Espanha possa continuar a crescer em Portugal em termos turísticos”, sublinhou. Por sua vez, a presença na FITUR e o contacto com operadores nacionais e internacionais permite confirmar “sinais muitos positivos” que apontam para um ano de 2024 “postivo para o turismo do país”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img