Domingo, Junho 23, 2024
Domingo, Junho 23, 2024

SIGA-NOS:

Ryanair não espera interrupções nos seus 3000 voos por causa da greve em Espanha

A Ryanair não espera perturbações nos seus 3.000 voos diários em agosto ou setembro, “como resultado das greves convocados dois sindicatos minoritários” de tripulação de cabina em Espanha, anunciou a companhia em comunicado, afirmando que “já concluiu um acordo de trabalho com o principal sindicato espanhol de tripulação de cabina (o CCOO)”.

“Estes dois sindicatos representam um número muito limitado de membros da nossa tripulação de cabina espanhola que realizaram uma série de “greves” em junho e julho, em que que tiveram pouco ou nenhum impacto nos voos da Ryanair para ou de Espanha. Só em julho, a Ryanair operou mais de 3.000 voos diários e transportou um número recorde de 16,8 milhões de passageiros – muitos deles de/para Espanha. A Ryanair espera que estas últimas ameaças de greve, que envolvem apenas um número limitado de membros da nossa tripulação de cabina em Espanha, tenham impacto zero nos nossos voos ou horários espanhóis em agosto ou setembro”, declara a companhia.

Relativamente ao número limitado de voos da Ryanair que foram cancelados ou atrasados em Espanha durante o mês de julho, “isto deveu-se principalmente a greves do ATC e a atrasos nos voos”, defende a Ryanair. “Nenhum voo foi cancelado em julho devido a estas greves mal sucedidas e mal apoiadas por estes dois sindicatos minoritários (USO & SITCPLA), que representam apenas um número muito limitado de membros da tripulação de cabina espanhola da Ryanair. A grande maioria da tripulação de cabina espanhola da Ryanair é representada pelo sindicato CCOO que já chegou a um acordo laboral com a Ryanair que abrange a maior parte da nossa tripulação de cabina espanhola” conclui.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img