Quarta-feira, Abril 17, 2024
Quarta-feira, Abril 17, 2024

SIGA-NOS:

Sheree M. Mitchell integra Conselho de Administração da Comissão Fulbright EUA-Portugal a convite da Embaixada

Sheree M. Mitchell, presidente e fundadora da operadora de turismo de luxo, Immersa Global, foi recentemente nomeada para o Conselho de Administração da Comissão Fulbright Estados Unidos-Portugal.

Conhecida internacionalmente pelas suas contribuições para a indústria do turismo em Portugal, sendo atualmente presidente da American Society of Travel Advisors (ASTA) Portugal, Mitchell é uma expatriada americana e empresária residente em Lisboa. É reconhecida pela sua experiência em Portugal com ênfase nas viagens exclusivas feitas sob medida para os seus clientes.

A Immersa Global é uma empresa de gestão de destinos de luxo originalmente fundada em Miami, Florida, que projeta e executa programas de viagem personalizados e temáticos e eventos boutique voltados para os viajantes de negócios e lazer norte-americanos mais exigentes.

Por sua vez, a Comissão Fulbright coordena um programa que oferece subsídios para estudar, ensinar e realizar pesquisas para cidadãos americanos que vão para o exterior e para cidadãos não americanos que vêm para os Estados Unidos, lê-se no site da comissão.

Sheree M. Mitchell teve “a honra de receber a prestigiosa nomeação de Randi Charno Levine”, embaixador dos EUA em Portugal, que afirmou: “Acredito que a Sra. Mitchell será uma importante defensora do intercâmbio educacional internacional e tenho a certeza que o seu envolvimento apoiará a crítica missão da Comissão Fulbright EUA-Portugal”.

A Comissão Fulbright foi criada em 1946 pelo senador Fulbright com a missão de incentivar
“a diplomacia pública” pós-Segunda Guerra Mundial. O legislador acreditava firmemente que a formação de um novo programa de intercâmbio educacional promoveria “a compreensão mútua entre nações e entre as comunidades”.

Ao seguir os princípios orientadores da Fulbright, Mitchell pretende “concentrar-se no alcance de potenciais participantes do Interior de Portugal, bem como estudantes universitários de primeira geração e membros de grupos étnicos e culturais sub-representados”.

A Comissão Fulbright EUA-Portugal é liderada pela diretora-executiva, Otília Reis, com o apoio
de dez administradores representados por cinco nacionais de Portugal e cinco dos Estados Unidos.


DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img