Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Sistema de semáforos de viagem ‘pode ser descartado’ até ao próximo mês

As regras do governo britânico sobre os semáforos que regem as viagens internacionais podem ser descartadas até o próximo mês. Este novo sistema baseia-se no estado de vacinação dos viajantes, em vez da classificação Covid do país que estão a visitar.

As listas âmbar e verde desapareceriam como categorias separadas, embora o vermelho continue ativo, o que obriga os viajantes a ficar em quarentena em hotéis ao regressar de destinos de alto risco.

Os turistas com a vacinação completa já podem viajar para países âmbar sem terem de ficar em quarentena no seu regresso. Isto significa que, para os viajantes totalmente vacinados, visitar países âmbar ou verdes é exatamente o mesmo, são apenas exigidos testes antes da partida e, em seguida, um teste de PCR dentro de dois dias após o regresso ao Reino Unido.

O novo sistema de dois níveis proposto provavelmente só terá impacto sobre os viajantes não vacinados. Quanto a estes viajantes (não vacinados) não ficou claro se seriam obrigados a ficar de quarentena ou a enfrentar um regime de testes mais intensivo ao regressarem ao Reino Unido.

O repensar do sistema de semáforos foi desencadeado por uma promessa dos ministros de o reverem até dia 1 de outubro.

Uma simplificação para criar uma classificação única para os países alinharia o Reino Unido mais com outras nações e concentraria as viagens no estado de vacinação do turista.

Mas é pouco provável que o governo abandone a necessidade de testes PCR para todas as chegadas, embora haja uma pressão crescente para substituí-los por testes de fluxo lateral mais baratos.

O diretor executivo da British Airways reiterou ontem os argumentos da indústria de que o sistema de semáforos do Reino Unido para viagens internacionais “não é adequado para o propósito e deve ser simplificado”.

Sean Doyle, diretor executivo da Aer Lingus, citado pelo Travel Weekly, disse que as regras relacionadas com os testes de COVID-19 e a quarentena para viajantes que chegam devem ser facilitadas para passageiros e companhias aéreas.

“Tivemos o sistema de semáforos durante o verão. Houve algum progresso feito, mas acho que não é adequado para o propósito. Precisa ser simplificado e adaptado da mesma forma que vemos na Europa e nos EUA. Incentivamos o governo a aproveitar essa oportunidade nas próximas semanas.”

Um porta-voz do governo disse: “A nossa política internacional de viagens é guiada por uma prioridade esmagadora: proteger a saúde pública. As decisões sobre o nosso sistema de semáforos são mantidas sob revisão regular e são informadas pela mais recente avaliação de risco do Centro Conjunto de Biossegurança e por fatores de saúde pública mais amplos. A próxima revisão formal do posto de controle ocorrerá até ao dia 1 de outubro de 2021.”

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img