Quinta-feira, Maio 23, 2024
Quinta-feira, Maio 23, 2024

SIGA-NOS:

Sommet Education lança Fundação para “apoiar desafios do setor da Hospitality”

O Grupo Sommet Education, uma rede mundial de escolas de hotelaria e artes culinárias que inclui a Les Roches, o Glion Institute of Higher Education e a École Ducasse, anunciou o lançamento da sua Fundação, com o objetivo de apoiar os desafios enfrentados pelo setor hoteleiro em termos de emprego.

A Fundação visa abordar os desafios de emprego do setor através de duas áreas de atuação principais: “fornecer bolsas de estudo para o ensino da hotelaria a indivíduos talentosos provenientes de origens desfavorecidas e promover carreiras e profissões na hotelaria”, revela a instituição.

O lançamento da Fundação coincide com um período de relevância para a indústria, uma vez que as projeções do World Travel and Tourism Council indicam que o setor de viagens e turismo deverá empregar 449 milhões de pessoas globalmente até 2034. Apesar destas previsões positivas, é importante observar que muitos destinos e colaboradores da hotelaria ainda enfrentam desafios significativos de recrutamento.

O lançamento da Fundação ocorre num momento crucial para a indústria, conforme as projeções do World Travel and Tourism Council indicam que o setor de viagens e turismo deverá empregar 449 milhões de pessoas globalmente até 2034. “Apesar destes números promissores, muitos destinos e colaboradores da hotelaria continuam a enfrentar desafios de recrutamento”, destaca a associação.

A Fundação Sommet Education irá identificar talentos através de uma rede de parceiros sociais, incluindo agências da ONU, entidades governamentais e ONGs, alinhados com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número quatro das Nações Unidas, que se concentra em educação inclusiva. Além disso, a associação esclarece que o financiamento e o apoio serão fornecidos para formar e capacitar, particularmente jovens de origens empobrecidas e mulheres, ao mesmo tempo que se criam oportunidades de aprendizagem ao longo da vida e se assegura que os talentos têm um emprego remunerado no setor.

“Ingressar no setor da hotelaria é mais do que uma garantia de emprego; é a promessa de uma carreira gratificante e realizadora, alimentada por encontros humanos, paixão, intercâmbios culturais e experiências. Ao oferecer bolsas de estudo que conduzem a oportunidades de emprego, pretendemos oferecer oportunidades de mudança de vida a uma nova geração de talentos e dotá-los das competências necessárias para se juntarem ao próspero sector da hotelaria”, afirmou Anouck Weiss, Executive Vice-President da Sommet Education Foundation.

A Fundação já pode contar com a Accor como Patrono Fundador. O grupo hoteleiro já se
comprometeu a promover o desenvolvimento de talentos, a fomentar a igualdade social e a
reforçar o crescimento económico através da sua primeira iniciativa dedicada na Índia.

Para informar o roteiro e a orientação estratégica da Fundação, a Sommet Education Foundation contratou a OpinionWay, um instituto de estudos de mercado, para realizar um inquérito europeu abrangente, com o objetivo principal de identificar os principais fatores que atraem e retêm talentos na indústria da hospitalidade. Foram entrevistados 1.300 jovens profissionais e gestores de recursos humanos do setor da hotelaria em toda a Europa, juntamente com 20 líderes-chave da indústria, abrangendo o espetro mais vasto do setor.

“O inquérito revela a forte atratividade do setor e o voluntarismo dos empregadores para seduzir e reter novos talentos”, sustenta a Sommet Education.

O setor dos serviços atrai consideravelmente 85% dos jovens profissionais europeus. Três quartos destes profissionais manifestam disposição para ingressar em estabelecimentos de topo de gama, como hotéis, restaurantes e lojas de retalho, elogiando as oportunidades de carreira, especialmente a nível internacional, e as relações interpessoais. O inquérito confirma o desafio global enfrentado pelo setor em toda a Europa, com 59% dos gestores de recursos humanos a reportarem dificuldades de recrutamento. Adicionalmente, 78% dos inquiridos destacam que a Geração Z (18 a 28 anos) apresenta desafios específicos em termos de identificação, recrutamento e retenção.

Segundo o estudo da Sommet Educations, profissionais do setor estão convencidos da profundidade e da atração das suas respetivas áreas, com uma percentagem de 86% expressando confiança no fascínio do setor. Além disso, demonstram fé na sua capacidade de manter o empenho dos empregados, classificando-o num 7,5 em 10.

“Este setor oferece, de forma única, vias de progressão social e profissional aos indivíduos, independentemente da sua formação académica. Destaca-se como uma das poucas indústrias onde os indivíduos podem alcançar um sucesso rápido e assumir maiores responsabilidades ao longo do tempo, subindo efetivamente a escada social. Esta promessa de mobilidade ascendente torna-o particularmente atrativo para muitos. Além disso, os colaboradores valorizam a motivação, as competências transversais e as personalidades orientadas para o serviço, dando prioridade a estas qualidades em relação aos diplomas formais, e estão dispostos a investir nos seus talentos”, indica a instituição.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img