Quinta-feira, Maio 23, 2024
Quinta-feira, Maio 23, 2024

SIGA-NOS:

STAY HOTELS: No futuro “pretendemos continuar a reforçar a nossa presença em Portugal Continental”

A STAY HOTELS tem registado, desde o início do ano, uma melhoria significativa e contínua na taxa de ocupação de todas as unidades do país. Em declarações ao TNews, os administradores da rede hoteleira referem que mantém em pipeline um conjunto de oportunidades para o futuro, “pois pretendemos continuar a reforçar a nossa presença em Portugal Continental, nos principais centros urbanos de norte a sul do país”.

Resultados de 2022: “As nossas perspetivas para os próximos meses são muito positivas e contamos com um verão excelente do ponto de vista da ocupação”

“No primeiro semestre de 2022, registámos um número de quartos vendidos claramente superior ao registado no período homólogo de 2021 e já muito próximo dos resultados de 2019”, referiu a administração da rede hoteleira, que nota que a recuperação do setor já se começa a sentir e que os números aproximam-se agora do período pré-pandemia.

Os hotéis que têm tido mais procura são os que se localizam nas cidades do Porto e Lisboa, principalmente junto aos Aeroportos (STAY HOTEL Porto Aeroporto e STAY HOTEL Lisboa Aeroporto). “Os portugueses continuam a liderar o top das nacionalidades dos nossos hóspedes (cerca de 42% desde o início do ano), mas destacam-se os mercados espanhol, francês e brasileiro”, explicaram.

“No primeiro semestre de 2022, registámos um número de quartos vendidos claramente superior ao registado no período homólogo de 2021 e já muito próximo dos resultados de 2019”

Em maio e junho, a taxa de ocupação rondou os 75% e a previsão é que esse número seja superior nos meses de julho, agosto e setembro. Os administradores referiram que estão a assistir a uma retoma gradual da procura, no entanto as reservas são agora realizadas com menos antecedência, o que altera a dinâmica da análise. “De uma forma geral, percecionamos que os turistas (estrangeiros e nacionais) estão de volta e que se sentem mais seguros e confiantes para viajar”, defenderam em declarações ao TNews.

No final do ano, os objetivos da STAY HOTELS passam por “aumentar a notoriedade e reputação da marca (algo que já temos vindo a ser trabalhado ao longo dos últimos anos), posicionar os STAY HOTELS como top of mind quando falamos em hotéis limited service em Portugal”. Além disso, pretendem “promover a consistência e qualidade dos serviços e produtos que oferecemos, potenciar experiências memoráveis e promover uma ligação próxima entre os STAY HOTELS e os destinos onde estamos presentes (Guimarães, Porto, Coimbra, Torres Vedras, Lisboa, Évora e Faro)”.

A nível quantitativo, o objetivo passa por alcançar, até ao final do ano, “um volume de negócios superior a 11,5M€ e uma taxa de ocupação média a rondar os 66%”, remataram.

Pandemia: “A pandemia trouxe muitas alterações à hotelaria e algumas delas vieram para ficar”

Como forma de contornar estas alterações provocadas pela pandemia, a STAY HOTELS defende que “temos de ser capazes de acompanhar as novas tendências do mercado, analisar as necessidades dos clientes e das nossas equipas, e agir rapidamente”.

No final de 2021, a STAY HOTELS lançou uma aplicação móvel, disponível para iPhone (iOS) e Android, com “funções inovadoras”, com o objetivo de melhorar a experiência do cliente e permitir que este seja mais autónomo, evite tempos de espera na receção, consulte toda a informação sobre a sua reserva, os serviços do hotel e o destino da sua viagem, a qualquer altura e em qualquer lugar. “Desde esse lançamento que tentamos dinamizar o canal com promoções e ofertas exclusivas. Queremos que os nossos clientes se sintam confortáveis enquanto desfrutam de uma estadia relaxante e memorável, sempre nas melhores cidades de norte a sul do país”, explicaram ao TNews.

“o objetivo passa por alcançar, até ao final do ano, um volume de negócios superior a 11,5M€ e uma taxa de ocupação média a rondar os 66%”

De forma a contornar a questão da falta de recursos humanos, a STAY HOTELS oferece um seguro de saúde a todos os colaboradores, bem como formação adaptada às respetivas funções e ao modelo da rede hoteleira. “Além da remuneração mensal base, todos os colaboradores têm ainda a possibilidade de auferir uma remuneração variável (anual), de acordo com os resultados atingidos face aos objetivos propostos”, referiram.

Planos de futuro: Aposta em Portugal Continental

A cadeia hoteleira tem prevista a conclusão da renovação do Grande Hotel de Paris no segundo semestre de 2022. O valor do investimento é de 4,8 milhões de euros e, além da remodelação dos espaços existentes (quartos, áreas comuns e fachada), o hotel será ampliado para edifícios contíguos. O total de quartos somará 79 (42 existentes e 37 novos).

O reforço da presença da cadeia em Portugal Continental, nos principais centros urbanos de norte a sul do país, é um dos objetivos de futuro da STAY HOTELS e a rede hoteleira afirma estar a manter em pipeline um conjunto de oportunidades. “Mantemos aquele que foi o desígnio inicial da Just Stay Hotels – assumir a exploração de hotéis que estejam já em funcionamento, não deixando de analisar oportunidades green field”, concluíram.

“Temos de ser capazes de acompanhar as novas tendências do mercado, analisar as necessidades dos clientes e das nossas equipas, e agir rapidamente”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img