Segunda-feira, Maio 20, 2024
Segunda-feira, Maio 20, 2024

SIGA-NOS:

TAP: Técnicos de manutenção chegam a acordo para fim de regime de “part-time”

O Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves (Sitema) chegou a acordo para o fim do regime de “part time”, acordado no âmbito do acordo de emergência, para avançar com reestruturação da TAP, permitindo repor horários e remunerações. A informação foi avançada pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, que foi ouvido esta manhã no parlamento, adiantando que o acordo foi alcançado na terça-feira.

Em declarações à Lusa, Paulo Manso, dirigente do Sitema, esclareceu que o acordo alcançado permite repor os horários e remunerações que vigoravam antes do acordo de emergência, assinado entre a TAP e os diversos sindicatos, para permitir aplicar medidas do plano de reestruturação.

Face às necessidades de mão-de-obra que a TAP enfrenta atualmente, decidiu-se, assim, pôr fim ao regime “part-time”, que permitiu que técnicos de manutenção de aviões ficassem com horário reduzido, em vez de serem despedidos.

Na audição de quarta-feira, Pedro Nuno Santos sublinhou que “a TAP é uma empresa que ainda está em dificuldades, que se está a reconstruir” e que, adicionalmente, “está a viver uma conjuntura internacional tremendamente difícil”.

“A TAP está a desenvolver um conjunto de ações para minorar a situação de facto muito difícil que estamos a viver, mas não há soluções milagrosas”, realçou o ministro.

A audição de Pedro Nuno Santos aconteceu numa altura em que estão a ser cancelados vários voos, diariamente, nos aeroportos europeus, devido à falta de pessoal, greves e outros fatores externos agravantes, nomeadamente climáticos, relacionados com a covid-19 ou com imprevistos. Em Portugal, o Aeroporto Humberto Delgado tem sido especialmente afetado, com dezenas de cancelamentos diários na última semana.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img