Terça-feira, Fevereiro 20, 2024
Terça-feira, Fevereiro 20, 2024

SIGA-NOS:

Tráfego aéreo só recuperará no segundo trimestre de 2025, aponta novo estudo

Apenas no segundo trimestre de 2025, os níveis de tráfego aéreo retornarão aos níveis pré-pandémicos, aponta um novo estudo da consultora BAIN & Company relativo previsões para a aviação comercial.

Esta nova data significa um ano depois do que as previsões iniciais apontavam e tem em conta as consequências da guerra na Ucrânia e o regresso dos efeitos Covid na China.

“A invasão da Ucrânia pela Rússia, o aumento da inflação e os bloqueios contínuos do Covid-19 na China reduziram as perspetivas de longo prazo para as viagens aéreas”, concluem os analistas da BAIN & Company, no seu relatório mensal ‘Air travel forecast’.

Apesar destas contingências, a BAIN & Company reviu em alta as suas previsões relativamente à recuperação do setor da aviação para 2022, prevendo que, num cenário base, se possam atingir receitas de 488 mil milhões de dólares, cerca de 73% do registado em 2019. Num cenário mais otimista, e desde que não se verifique uma escalada do conflito entre a Rússia e a Ucrânia mantendo-se circunscrito aquela região, as receitas do setor poderão atingir, em 2022, os 510 mil milhões de dólares contra 666 mil milhões de dólares em 2019.

Também as projeções de viagens entre a Europa e a Ásia sofreram, segundo os analistas da BAIN & Company, uma queda significativa, caindo de 70% para 56% dos níveis de 2019, refletindo tanto o impacto dos bloqueios da China quanto os custos operacionais crescentes devido à proibição de voos no espaço aéreo russo. As projeções de viagens intrarregionais na Europa também caíram devido, em parte, à interrupção da capacidade da aviação comercial na Ucrânia.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img