Sábado, Novembro 27, 2021
Sábado, Novembro 27, 2021

SIGA-NOS:

Três tendências de viagens na América Latina de acordo com a Expedia

O comportamento dos viajantes latino-americanos na plataforma de viagens da Expedia indica que as pessoas com intenções de viajar aumentaram os seus volumes de procuras e com prazos mais longos – entre 60 e 180 dias. Em comparação com o mesmo período do ano passado, a América Latina viu um aumento de mais de 100% no total de pesquisas.

A agência de viagens online identificou três principais tendências ou intenções de viagens. Esta procura conclui que “um maior volume total de pesquisas e mais viajantes em busca de viagens nacionais e internacionais são sinais positivos de que os compradores latino-americanos estão a tornar-se mais otimistas sobre a estabilidade do indústria de viagens como um todo”, disse a agência.

1. Mais procuras e reservas

Segundo o site Hosteltur, após um segundo trimestre forte, os volumes de pesquisa permaneceram com a mesma potência, tanto globalmente quanto na América Latina.

A América Latina experimentou uma das maiores variações entre o segundo e o terceiro trimestres, com um aumento de 10%. Desta forma, a região superou a América do Norte e Ásia-Pacífico, que, em contraste, experimentou declínios. Além disso, em comparação com o mesmo período do ano passado, a América Latina viu um aumento de mais de 100% no total de pesquisas, maior do que qualquer outra região.

A região também viu um aumento de quase 15% no separador de pesquisa nacional de mais de 61 dias de trimestre para trimestre. Isso contrasta com a tendência global, em que vimos um movimento de volta para o separador de pesquisa mais curta, de três semanas ou menos.

Além das tendências positivas em termos de viagens domésticas, o comportamento de pesquisa também indicou uma confiança crescente nas viagens internacionais. A América Latina, viu o separador de pesquisa de mais de 61 dias para pesquisas internacionais aumentar durante o terceiro trimestre. Houve um aumento de 5% para o separador de 91-180 dias; em outras regiões, por outro lado, as buscas neste separador permaneceram estáveis ​​ou até diminuíram de volume.

2. Aumento do interesse em viagens internacionais

Os viajantes da América Latina continuaram a tendência de procurar mais longe, como visto pela primeira vez no segundo trimestre.

Em primeiro lugar, Nova York manteve a sua posição no segundo trimestre como o segundo destino mais reservado no terceiro trimestre, desta vez atrás da Cidade do México (Cancún havia ficado em primeiro lugar no trimestre anterior).

Em segundo lugar, enquanto outras regiões tiveram a maioria dos seus 10 destinos mais reservados localizados na mesma região, os viajantes da América Latina preferiram destinos que abrangiam três regiões (e continentes) diferentes: América do Norte e Europa, bem como a própria região da América Latina. Os novos destinos que aparecem nesta lista são São Paulo, Paris e Los Angeles.

Essa disposição de viajar para longe pode indicar que a confiança dos compradores de viagens latino-americanos aumentou com a redução contínua das restrições de fronteira.

3. Reservas de viagens fora de casa para as férias

De acordo com o Hosteltur, numa escala global os viajantes latino-americanos também estão ansiosos para viajar durante a temporada de Natal de novembro e dezembro. Os 3 principais destinos reservados pelos viajantes latino-americanos no terceiro trimestre, com viagens a serem concluídas em novembro e dezembro, foram Rio de Janeiro, seguido por São Paulo e Nova York. Outros destinos foram Gramado, Orlando, Las Vegas e até Paris.

-PUB-

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img