Domingo, Julho 14, 2024
Domingo, Julho 14, 2024

SIGA-NOS:

Turismo com linha de financiamento de 50 milhões de euros para investimentos em sustentabilidade

-PUB-spot_img

O Ministério da Economia anunciou esta terça-feira, 23 de maio, uma nova linha de financiamento no valor global de 50 milhões de euros para apoio a investimentos sustentáveis na área do turismo, com o limite de 500 mil euros por operação.

A nova linha de financiamento, com garantia mútua, será operacionalizada em junho e destina-se a projetos de investimento na área da sustentabilidade promovidos por empresas de turismo, segundo indica o Ministério da Economia e do Mar em comunicado.

A mesma informação detalha que a linha contempla uma tranche de 20 milhões de euros para os territórios de baixa densidade, que faz parte da Agenda do Turismo para o Interior, e um orçamento de 30 milhões de euros para projetos promovidos fora destes territórios.

A medida contempla a atribuição de um prémio de desempenho, que se traduz na conversão a fundo perdido de uma parte do financiamento, “em função do cumprimento de objetivos relacionados, nomeadamente, com a redução de consumos, com a utilização de fontes de energia renovável ou com a gestão mais eficiente dos resíduos”, segundo indica o Ministério liderado por António Costa Silva.

Este prémio de desempenho é diferente consoante se trate de projetos promovidos por empresas localizadas em territórios de baixa densidade, em que este é de 20%, sendo que as empresas localizadas fora destes territórios beneficiam de um prémio de desempenho de 10%.

Esta linha, refere a mesma informação, insere-se no âmbito do Programa Empresas Turismo 360.º, cujo objetivo passa por “incentivar as empresas do setor turístico a adotar uma agenda ESG (Environmental, Social, Governance)”, bem como analisar impacto da sua atividade no ambiente e nos sistemas sociais em que operam.

Citado no comunicado, o ministro da Economia salienta ser “essencial” para uma economia saudável, a existência de um “tecido empresarial com ferramentas de monitorização do seu desempenho em sustentabilidade e com incentivos concretos para a sua persecução”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img