Terça-feira, Maio 21, 2024
Terça-feira, Maio 21, 2024

SIGA-NOS:

Viagens e turismo dos EUA registam recordes em 2023, apesar do lento regresso dos gastos internacionais

Em 2023, o setor de viagens e turismo dos Estados Unidos da América (EUA) contribuiu mais para economia local do que em qualquer ano anterior registado, apesar do lento regresso dos gastos internacionais. Estes dados foram revelados no último relatório Economic Impact Research (EIR), realizado pelo World Travel & Tourism Council (WTTC).

De acordo com a última pesquisa, em 2023, a contribuição do setor de viagens e turismo para o PIB cresceu 7%, atingindo um total de 2.36 triliões de dólares (cerca 2,21 triliões de euros), e ultrapassando o recorde anterior em 100 mil milhões de dólares (cerca 93 mil milhões de euros).

Por sua vez, os empregos no setor aumentaram em 656 mil, atingindo 18 milhões de empregos em todo o país, contra os 17,4 milhões registados em 2022.

Os visitantes domésticos gastaram 1.37 triliões de dólares no ano passado (cerca de 1,29 triliões de euros), um aumento de mais de 9% face a 2019. No entanto, os gastos dos viajantes internacionais ainda se encontram inferiores ao período pré-pandemia.

Desafios futuros

“Há muito que os EUA gozam do estatuto de principal destino turístico do mundo, um testemunho de anos de investimento e apoio estratégico do governo”, lê-se no relatório.

O aumento do investimento serviu de catalisador para a recuperação económica. Contudo, e segundo o relatório, continua a ser vital que o governo dos EUA analise políticas e investimentos voltados para o futuro, para impulsionar ainda mais os gastos com viagens internacionais.

 “Os EUA estão a bater todos os recordes em Viagens e Turismo, empregando 18 milhões de pessoas e impulsionando a economia dos EUA em quase 2,4 mil milhões de dólares (cerca de 2,25 milhões de euros)”, afirmou Julia Simpson, presidente e diretora executiva do WTTC.

“O governo dos EUA apoiou as viagens e o turismo, mas os gastos dos visitantes internacionais ainda estão abaixo dos números de 2019. Um foco no processamento de vistos, filas nas fronteiras e pessoal daria ao setor um impulso vital antes da Copa do Mundo da FIFA e das Olimpíadas”, acrescentou.

Como será este ano?

O WTTC prevê que o setor aumentará a sua contribuição para o PIB para mais de 2.5 triliões de dólares (cerca de 2,35 triliões de euros) em 2024, 9% da economia dos EUA, e deverá empregar 18.8 milhões de pessoas em todo o país, com um em cada nove americanos a trabalhar no setor.

Prevê-se, ainda, que os gastos dos visitantes domésticos continuem a crescer, atingindo 1,43 triliões de dólares (cerca de 1,34 triliões de euros) e batendo o recorde de 2019 em quase 14%. No entanto, estima-se que os gastos dos visitantes internacionais fiquem atrás dos níveis de 2019.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img