Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023
Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023

SIGA-NOS:

Vila Galé fixa salário mínimo em 900 euros e aumenta, em média, os salários em 11%

Os hotéis Vila Galé vão fazer um aumento médio de 11% nos salários dos seus 1350 colaboradores em Portugal e fixar o salário mínimo praticado no grupo em 900 euros.

Estas mudanças salariais têm um impacto de 4 milhões de euros, avançou o grupo num encontro com a imprensa esta quarta-feira, 11.

Na ocasião, Jorge Rebelo de Almeida frisou que se trata de um aumento médio, já que os salários mais baixos terão um aumento maior que os salários mais altos. Já quanto ao salário mínimo de 900 euros, Jorge Rebelo de Almeida reconhece que “continua a ser um salário baixo”, no entanto “não há muitas empresas que se cheguem à frente” com medidas desta natureza. “Para retermos as pessoas, temos de dar melhores condições”.

Os recursos humanos são uma das apostas do grupo em 2023. Além dos aumentos salariais e da manutenção de benefícios como o seguro de saúde, a cadeia vai apostar em melhorar “significativamente as condições” dos seus colaboradores, através de prémios e incentivos e de uma nova medida que está ainda a ser estudada. “Estamos a estudar a criação e desenvolvimento de mecanismos de apoios sociais a quem mais precisa, por exemplo nas áreas de habitação e educação, complementares aos apoios do Estado”.

Novos hotéis em 2023

Este ano, o grupo planeia investir cinco milhões de euros em remodelações nas unidades já existentes e até 40 milhões na abertura de quatro novas unidades,
O primeiro hotel a abrir, já no dia 1 de abirl, é o Vila Galé Monte do Vilar. É um agroturismo vocacionado para adultos e casais e para a realização de eventos, localizado no Clube de Campo Vila Galé (Beja – Alentejo), com um investimento de mais de quatro milhões de euros.

Também no Clube de Campo, o grupo está a investir mais dez milhões de euros para abrir em 30 de maio de 2023, a tempo do dia da Criança, o Vila Galé Nep Kids, vocacianado, como o nome indica, só para crinaças. Aqui os adultos só poderão entrar quando acompanhados por crianças. Inteiramente pensado para os mais novos, terá na primeira fase 80 quartos, parque aquático com várias piscinas exteriores e escorregas, carrossel, trampolins, insufláveis, clube nep com brinquedoteca e spa infantil, e muitas, entre outras atrações infantis que vão superar largamente a expectativa das crianças.

Ainda no Clube de Campo Vila Galé, o Hotel Rural existente será reconvertido num Hotel vocacionado para o Enoturismo e a Olivicultura e denominado – Vila Galé Alentejo Vineyards and Olive – Resort de Campo.

Nos Açores, a cadeia vai abrir o Vila Galé Collection São Miguel, no centro de Ponta Delgada. Com 92 quartos, esta unidade resulta da requalificação do edifício onde antigamente funcionavam o convento e hospital de São Francisco, numa parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima. Este projeto, que mereceu um investimento de mais de 12 milhões de euros, deverá abrir em 11 de maio para atender as festas emblemáticas do Senhor Santo Cristo que terão lugar na Praça de S. Francisco onde se situa o Hotel e que atraem gente de todo o mundo.

Por sua vez, o Vila Galé Collection Tomar abre a 1 de julho de 2023, a tempo das Festas dos Tabuleiro. Trata-se de outro projeto de reabilitação de património histórico. No centro histórico, a Vila Galé está a aplicar mais de dez milhões de euros para recuperar e a transformar várias áreas do antigo Convento de Santa Iria e do Colégio feminino adquiridos à Câmara Municipal de Tomar, numa unidade hoteleira temática, dedicada à Ordem dos Templários e à relevância histórica de Tomar. Terá 100 quartos, restaurante, bar, spa Satsanga com piscina interior, ginásio e salas de massagens, piscina exterior e salão de convenções com capacidade para mais de 200 pessoas.

Em Portugal, a Vila Galé está ainda a desenvolver mais cinco projetos, a maioria no Interior. Jorge Rebelo de Almeida não quis revelar mais pormenores sobre os projetos em pipeline, referiu apenas o Vila Galé Paço do Curutêlo, no concelho de Ponte de Lima, Viana do Castelo, do qual já são conhecidos alguns detalhes. O empreendimento, que deverá estar concluído em 2024, inclui um hotel com 49 unidades de alojamento, 19 Suites e 1 apartamento T2, piscinas exteriores para adultos e crianças, salão e eventos, bar, dois restaurantes, biblioteca e um espaço museológico dedicado à história do Paço que é anterior a 1143, data da nacionalidade de Portugal. Terá ainda uma forte componente de enoturismo, com a construção de uma vinícola de vinhos verdes e espumantes. Será a terceira, juntando-se à Santa Vitória, para os vinhos e azeites regionais alentejanos, e Val Moreira para os vinhos do Douro.

No Brasil três novos projetos, com lançamento do primeiro Vila Galé Collection no Cumbuco, numa frente de mar e da Lagoa do Cauipe.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img