Quarta-feira, Julho 17, 2024
Quarta-feira, Julho 17, 2024

SIGA-NOS:

Voos para final do Euro 2024 mais baratos para Espanha e mais caros para os portugueses

-PUB-spot_img

Os adeptos espanhóis e turcos terão mais facilidade em voar para Berlim, com bilhetes de ida a rondar os 135 euros, de acordo com a Mabrian, a plataforma global de inteligência de viagens, que analisou a evolução das tarifas aéreas para a final do Euro 2024.

As tarifas aéreas de Espanha e da Turquia serão as mais acessíveis, enquanto os britânicos, portugueses e suíços terão de pagar os maiores aumentos de preços. Os voos de ida a partir do Reino Unido atingirão os 572 euros, em média, no dia anterior à final do Euro 2024.

Sendo a final do Euro 2024 no dia 14 de julho, a Mabrian baseou o seu estudo no período de 11 a 16 de julho. A análise concentra-se na variação da capacidade aérea dos preços médios, de ida e volta, com taxas incluídas, dos voos diretos dos países que passaram aos quartos de final: Espanha, Turquia, Reino Unido, França, Suíça, Países Baixos e Portugal; e das ligações domésticas com outros aeroportos alemães.

As tarifas aéreas começam a aumentar precisamente a partir do dia 11 de julho, dependendo dos mercados de origem, para disparar apenas 48 horas depois, segundo a Mabrian.

Os preços dos voos dos aeroportos turcos para Berlim mantêm-se estáveis durante o período analisado, embora aumente 66% de 11 a 13 de julho, atingindo uma tarifa média de 178 euros de bilhete de ida na véspera da final. A Turquia é o único país finalista do Euro a partir do qual os voos serão mais caros no próprio dia da final, altura em que os preços médios dos bilhetes de ida atingirão o valor mais elevado do período analisado, 187 euros.

Nas 48 horas antes, as tarifas médias dos voos de ida para Berlim a partir de Espanha, na véspera da final, aumentam em média 174 euros, ou seja, 53% mais do que nos dois dias anteriores.

A meio da tabela encontram-se França e Holanda. Os adeptos franceses terão de pagar 130% mais pelos seus voos em relação a 11 de julho, quando atingir 129 euros pelo bilhete de ida, para atingir quase 300 euros a 13 de julho. As tarifas serão mais elevadas e aumentarão ainda mais para as viagens a partir dos Países Baixos, em 73%, passando de 180 para 312 euros em apenas 48 horas.

Os Britânicos, os portugueses e os suíços são os adeptos que apresentarão as tarifas aéreas mais elevadas para voar para Berlim. Os voos do Reino Unido para a capital alemã variam entre uma tarifa média de 189 euros, a 11 de julho, e 572 euros, a 13 de julho, triplicando em 48 horas.

Os preços para voar de Portugal para Berlim ultrapassarão ligeiramente os 290 euros, em média, durante o período analisado. O preço médio varia até à véspera da final, altura em que a tarifa de ida duplica em relação a 11 de julho, atingindo 382 euros. Por último, os adeptos suíços terão de pagar 351 euros por um bilhete de ida para Berlim se viajarem um dia antes da final, ou seja, mais 61% do que a 11 de julho.

Os voos domésticos para Berlim também sobem no dia 13 de julho, véspera da final, passando de uma tarifa que oscila em torno dos 123 euros de bilhete de ida nos dias anteriores, para 222 euros na véspera do jogo final do torneio.

“Nesta análise, há que ter em conta as ligações ferroviárias, quer a partir de outras cidades alemãs, quer a partir de países limítrofes, o que também tornará a viagem mais fácil e acessível para os adeptos franceses, suíços e holandeses, bem como para os locais”, afirma Carlos Cendra, sócio e diretor de Marketing e Comunicação da Mabrian.

Comparando a capacidade aérea, em número de lugares disponíveis, para voar para Berlim a partir dos países analisados, Espanha com mais de 12%, bem como o Reino Unido e França com mais de 28% são os países que mais aumentaram a disponibilidade de lugares para voar para Berlim entre os dias 11 e 16 de julho, face às mesmas datas do ano passado. Destaca-se ainda o crescimento de lugares em voos diretos a partir da Suíça.

“Quando soubermos quais as equipas que vão disputar o jogo final, os preços para voar para a capital alemã a partir desses países vão aumentar ainda mais”, diz Carlos Cendra. “Esta procura será adicionada à procura habitual em meados de julho, razão pela qual mercados de origem tão importantes como o Reino Unido, França e Espanha estão a antecipar e a aumentar os lugares disponíveis nestas rotas”, acrescenta.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img