Quinta-feira, Julho 18, 2024
Quinta-feira, Julho 18, 2024

SIGA-NOS:

WTTC: Turismo de compras representou 6% do valor das viagens e turismo em 2019

-PUB-spot_img

Em 2019, o turismo de compras representou 178 mil milhões de dólares (cerca de 166 mil milhões de euros), compreendendo 6% do valor do PIB do setor das viagens e turismo, ultrapassando 15% em alguns destinos, revelou o relatório “Global Retail Tourism: Trends and Insights” do WTTC.

De acordo com o relatório, este segmento começou a recuperar da pandemia na maioria dos mercados de 2021, com a América e a Europa na liderança. Demonstrando um “crescimento notável”, ultrapassou as economias globais em quase todos os mercados pré-pandémicos.

Segundo o WTTC, o turismo de compras está a desempenhar um papel fundamental na recuperação do setor das viagens e turismo, que registou um aumento de 82% nas receitas do turismo de entrada em 2022. “As compras já não são apenas uma atividade de lazer, sendo que moldam decisões de viagem, melhoram a atração pelos destinos, aumentam as receitas em divisas e apoiam as marcas e produtos locais”.

O relatório destaca, ainda, temas emergentes, incluindo o “retailtainment” – a fusão do retalho e do entretenimento – para incentivar as compras e melhorar a experiência do cliente.

Julia Simpson, presidente e diretora executiva do WTTC, afirmou: “O turismo de compras já não é apenas a compra de lembranças, mas sim uma força motriz por detrás da recuperação do setor das Viagens e Turismo, contribuindo significativamente para as receitas”.

Por sua vez, Desirée Bollier, presidente da The Bicester Collection e Chefe Comercial Global, referiu: “Uma abordagem de colaboração entre a compra, as viagens e o turismo eleva a jornada do viajante, equilibrando o crescimento do setor com ações conscientes. Através da integridade dos destinos, adoção de tecnologias, cooperação público-privada, empatia com o ponto de vista do viajante e defesa de políticas bem ponderadas, traçamos o caminho para o futuro dinâmico do turismo de compras”.

De acordo com o relatório, embora as lojas de rua continuem a ser destinos de compras populares, a venda a retalho fora da cidade também está a crescer em popularidade, com cerca de um terço dos inquiridos a declarar visitas a esses destinos. Além disso, as compras online complementam, em vez de substituírem, as experiências tradicionais de retalho.

A pesquisa conjunta entre o WTTC e o Hospitality & Tourism Research Centre da The Hong Kong Polytechnic University, em colaboração com a The Bicester Collection, foi publicada durante um evento que teve lugar no La Roca Village em Barcelona, Espanha.

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img