Quarta-feira, Outubro 5, 2022
Quarta-feira, Outubro 5, 2022

SIGA-NOS:

A Sustentabilidade no Turismo é “incontornável pela sua urgência e pelo impacto que pode ter na vida dos hoteleiros”

O Cascais Tourism Forum é um fórum de debate “muito importante sobre o tema da ‘Sustentabilidade no Turismo’ e dos requisitos para o seu crescimento”, explica José Branco, diretor geral do Hotel Cascais Miragem e vice-presidente da Associação Regional Dos Hoteleiros De Cascais E Estoril, Sintra, Mafra E Oeiras (ARHCESMO), que defende que esta matéria tem sido abordada há vários anos, “mas que só mais recentemente começou a ser encarada com mais seriedade”. Em declarações ao TNews, José Branco explica a motivação para a escolha do tema e dos oradores para a edição deste ano.

Recorde-se que o Cascais Tourism Forum, organizado pela ARHCESMO, irá realizar-se no dia 17 de maio, no Grande Real Villa Itália Hotel & Spa, em Cascais.

O vice-presidente da ARHCESMO explica que este fórum é uma iniciativa que tem visado, desde a sua primeira edição, partilhar conhecimentos sobre o desenvolvimento da atividade na hotelaria, “trocar informação sobre o que no mundo existe de inovação na nossa área, e ainda alertar os hoteleiros para o que o futuro nos pode trazer a todos, de desafios”.

Sustentabilidade no Turismo

O tema da “Sustentabilidade no Turismo” é, de acordo com o hoteleiro, “incontornável pela sua urgência e pelo impacto que pode ter na vida dos hoteleiros que não estejam suficientemente sensibilizados para o que se avizinha, sobretudo quanto à importância que terá nos mercados que pretendemos conquistar ou manter”.

São necessárias soluções que permitam aos hoteleiros “enfrentar os desafios com a preparação necessária” e antecipar os problemas “a tempo de reverter os seus efeitos negativos na atividade turística”.

José Branco defende não ser possível continuar a ignorar “os efeitos do modelo económico que adotámos para viver no planeta Terra, sobretudo nos países civilizados” e ainda ignorar “a alteração climática e os efeitos que a mesma tem, nomeadamente, em países que constituem destinos turísticos”, defendendo que Portugal já tem sido afetado por alguns desses efeitos.

A sustentabilidade baseia-se em três pilares, de acordo com o vice-presidente da associação. “Não consiste apenas em preocupações ambientais, existem também os outros dois, o económico e o social, que serão também alvo da nossa atenção neste Fórum”.

José Branco explica que os empresários, em particular os de hotelaria e das outras áreas do negócio turístico, “têm tido, em Portugal, a visão necessária e a resiliência para ultrapassar as crises provocadas por diferentes fatores”, acrescentando que agora está na altura de “se prepararem igualmente nesta matéria com a urgência necessária para continuarem a ser os co-criadores de destinos turísticos premiados, não só pela excelência da qualidade dos serviços que presta, pela segurança, mas também pela sustentabilidade das soluções adotadas, em qualquer das suas componentes, até porque cada vez mais os mercados manifestam claramente preferência pelos destinos que manifestem essas preocupações”.

Oradores

O evento já tem vários oradores confirmados, tais como Doug Lansky, consultor de turismo baseado em Estocolmo, com o tema “Rethinking Tourism”; Bernadett Papp, pesquisadora sénior do European Tourism Futures Institute, que irá intervir com o tema “O impacto da pandemia de covid-19 em padrões de viagem profundamente enraizados”. “Sustainability in Tourism: Time to Shift” será o tema moderado por Sérgio Guerreiro, presidente do grupo Market Intelligence da Comissão Europeia de Viagens e vice-presidente do Comité de Turismo da OCDE.

José Branco afirma que os oradores foram escolhidos “pela sua competência na matéria e, ainda, pela sua abordagem mais prática do tema, naquilo que pretendemos possa ser a sensibilização duma audiência, menos vocacionada para o debate científico dos problemas do planeta, e mais preocupados no que é a vida quotidiana do negócio que desenvolvem, e os problemas que lhe podem causar más práticas na sua atividade”.

A quem se destina o Fórum?

O Cascais Tourism Forum, apesar de ser organizado por uma Associação regional, acabou sempre por ser procurado e participado como qualquer outro Fórum nacional, explica José Branco, “pela abrangência e interesse dos temas abordados e pela qualidade dos seus oradores, destinando-se a todos os que estejam atentos à evolução do setor do turismo, e tenham interesse e motivação em manter-se informados sobre o que de mais importante acontece e se prevê vir a acontecer nesta atividade”.

Como tal, o hoteleiro e a organização esperam ultrapassar os 200 participantes na edição deste ano, “pelo interesse que o tema encerra para a vida dos empresários do turismo”.

Os bilhetes para o Cascais Tourism Forum podem ser adquiridos online. O bilhete para a conferência tem o valor de 15€. Também pode adquirir o bilhete para a participação na conferência e almoço, por 35€.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img