Segunda-feira, Agosto 8, 2022
Segunda-feira, Agosto 8, 2022

SIGA-NOS:

AHRESP lamenta “falta de perspetivas” para animação noturna

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) lamenta a “incerteza e a falta de perspetivas” para a animação noturna retomar a sua atividade, apesar de já existirem “mecanismos” que permitem manter as atividades económicas “com maior liberdade de funcionamento”, referindo o certificado digital e os testes.

Em comunicado divulgado um dia depois do anúncio das novas medidas para a restauração e a hotelaria, conclui que se mantém a incerteza no que diz respeito à “abertura da animação noturna”.

Na conferência de imprensa que ocorreu no final da reunião do Conselho de Ministros, o ministro da Economia, em resposta a uma questão, referiu que à medida que a vacinação for avançando, poderá ser possível alargar-se instrumentos como o teste negativo ou o certificado covid-19 “a outras atividades nomeadamente às atividades de animação noturna”.

A AHRESP apelou ainda ao governo para que dê “uma indicação/orientação aos empresários deste setor, que desde março de 2020, permanecem sem atividade, e que se preparam para enfrentar a perda de mais uma época alta.”

Já sobre as novas regras anunciadas, que exigem certificado digital ou teste para acesso aos estabelecimentos hoteleiros e ao interior dos restaurantes, às sextas feiras ao jantar, fins de semana e feriados, nos concelhos com risco elevado e muito elevado, a associação diz que “suscitam muitas dúvidas”, pelo que “aguarda com expectativa a publicação do diploma que irá regulamentar esta matéria”. Acrescentando ainda que “após devida análise, tomaremos as medidas convenientes”.

Os restaurantes em concelhos de risco elevado ou muito elevado vão passar a ter de exigir certificado digital ou teste negativo à covid-19 a partir das 19:00 de sexta-feira e aos fins de semana para refeições no interior.

A nova exigência começará a ser aplicada no próximo sábado, a partir das 15:30.

A medida aplica-se apenas ao fornecimento de refeições no interior dos restaurantes, deixando de fora as pastelarias e cafés, assim como as refeições servidas em esplanadas.

São quatro as tipologias de testes aceites: os PCR e antigénio com resultado laboratorial (contemplados no certificado digital covid-19) e também os autotestes feitos presencialmente (à entrada do estabelecimento) ou perante um profissional de saúde (nas farmácias, por exemplo).

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img