Quinta-feira, Dezembro 1, 2022
Quinta-feira, Dezembro 1, 2022

SIGA-NOS:

Autarcas mundiais reúnem-se no Porto e assinam Declaração sobre o Turismo e o Futuro das Cidades

Os autarcas de alguns dos principais destinos mundiais reuniram-se no Porto na passada sexta-feira, dia 9 de julho, para repensar o turismo urbano na era pós-pandémica.

Organizado pela Organização Mundial de Turismo (/OMT), o Governo de Portugal, o Turismo de Portugal e a Câmara do Porto, o Mayors Forum on Tourism and the Future of Cities destacou a oportunidade de relançar o turismo urbano com foco na sustentabilidade, inovação e inclusão.

Formado em abril de 2019, o Fórum de Autarcas “oferece uma plataforma única para cidades e outros atores-chave compartilharem políticas e melhores práticas de turismo. O fórum internacional trabalha para promover o papel do turismo na agenda urbana e aproveitar o potencial do setor para fornecer oportunidades econômicas e promover vínculos culturais”, refere a OMT. O encontro do Porto foi abraçado como “uma oportunidade para repensar o turismo urbano e continuar a entregar o seu comprovado potencial para beneficiar residentes e turistas”.

O turismo urbano está entre os segmentos mais afetados do setor e pode ser o último a recuperar-se. Por isso, “o retorno dos turistas às cidades em todo o mundo trará mais do que empregos e recuperação económica”, disse o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, presente no evento e citado em comunicado. “Vai trazer esperança, confiança e ajudar a reviver o que torna a vida urbana tão emocionante, da cultura à gastronomia ao empreendedorismo e novas ideias”. Neste contexto, o Secretário-Geral elogiou também o Plano Nacional de Apoio à Recuperação do Turismo de Portugal, bem como a Estratégia Sustentabilidade +, recentemente lançada.

Pedro Siza Vieira, Ministro de Estado, Economia e Transição Digital de Portugal, afirma: “Agora é o momento de refletir sobre a importância da gestão dos fluxos de turistas nas nossas cidades. As tecnologias digitais e os investimentos contínuos em novas atrações permitirão oferecer uma experiência melhor para os milhões de pessoas que estão ansiosas para retomar as viagens e que virão visitar as nossas cidades no futuro ”.

Na qualidade de anfitrião do Fórum, o autarca do Porto Rui Moreira afirmou: “As cidades devem saber transformar-se, fazendo novo o velho, reabilitando e promovendo o seu património, material e imaterial, e simultaneamente criando novos pólos de interesse para servir e acolher. residentes e visitantes. ”

Estiveram presentes neste fórum autarcas e vice-autarcas de Atenas, Belgrado, Braga, Bruges, Bruxelas, Budapeste, Dubrovnik, Florença, Madrid, Moscovo, Podgorica, Praga, Samarcanda, São Vicente, Skiathos, Tirana, Veneza, e, ainda, líderes da UN Habitat, do Comitê Europeu das Regiões e da Unión Ciudades Capitales Iberoamericanas (UCCI), bem como representantes de importantes partes interessadas do setor privado, incluindo Expedia Group, a Associação Internacional de Cruizeiros (CLIA) e Airbnb.

Declaração do Porto sobre o Futuro das Cidades

Os participantes assinaram a Declaração do Porto sobre Turismo e o Futuro das Cidades, que reafirma o compromisso das cidades com o crescimento do turismo de forma sustentável e responsável. “Isso inclui colocar o turismo na agenda de recuperação urbana, com políticas alinhadas com a Nova Agenda Urbana das Nações Unidas e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, refere a OMT. A Declaração também afirma que as cidades signatárias “promoverão a cooperação de várias partes interessadas para fomentar a inovação e usar a digitalização e big data para melhorar a experiência turística e o impacto positivo do setor sobre os residentes. Além disso, a Declaração reconhece a importância de as cidades construírem pontes com as áreas rurais, para que os benefícios do turismo sejam empregados de forma mais ampla.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img