Sábado, Novembro 26, 2022
Sábado, Novembro 26, 2022

SIGA-NOS:

Estes países ainda exigem certificados de vacinação ou testes aos viajantes europeus

Embora quase todos os países da União Europeia já tenham suspendido as suas restrições relacionadas ao coronavírus e agora permitam a entrada sem restrições a todos os viajantes, alguns países do mundo continuam a manter as medidas em vigor.

A lista de países do mundo que ainda mantêm restrições de entrada inclui Nova Zelândia, Japão, China, Singapura e Tailândia, entre outros. Isso significa que todos os europeus que chegam a esses países devem seguir certas regras, informa o SchengenVisaInfo.com.

Nova Zelândia

A Nova Zelândia exige que todos os viajantes europeus apresentem certificado de vacinação. Existem algumas exceções como os passageiros em trânsito, bem como os que recuperaram recentemente da COVID-19.

Para serem elegíveis para entrar na Nova Zelândia, os viajantes devem ter um esquema completo de vacinação aprovado pelo país. No entanto, foi apontado que os viajantes não precisam de uma dose de reforço.

Além disso, o certificado de vacinação também é aceito se o viajante tiver concluído o processo de vacinação com duas vacinas diferentes, desde que essa combinação seja aprovada no país em que o viajante foi vacinado.

Os viajantes que chegam à Nova Zelândia por via aérea precisam enviar o seu certificado de vacinação para a Declaração de Viajantes da Nova Zelândia, e não há necessidade de traduzir o documento para o inglês.

Japão

Os viajantes autorizados a entrar no Japão devem apresentar um resultado do teste COVID-19 obtido dentro de 72 horas antes da partida. Além disso, precisam registar o resultado no portal do governo e obter um QR code para imigração.

O Japão não aceita testes rápidos de antígeno, o que significa que todos devem fazer um teste de PCR. Além disso, desde junho, todos os viajantes são obrigados a reservar um guia turístico com uma empresa registada no governo e comprar um seguro de viagem.

Apesar de manter restrições tão rígidas, as autoridades japonesas disseram que em breve removeriam a exigência de teste para todos os viajantes que receberam uma vacina de reforço.

Tailândia

Semelhante aos países mencionados acima, a Tailândia continua a manter as regras de entrada para os viajantes que chegam. Assim, é necessário apresentar certificado de vacinação ou um resultado negativo no teste COVID para poder entrar.

A obrigatoriedade da apresentação do certificado de vacinação aplica-se a todas as pessoas com idade superior a 18 anos, devendo o documento comprovar que o titular recebeu a última dose pelo menos 14 dias antes da viagem.

Quanto ao teste negativo, a Tailândia aceita testes de PCR realizados dentro de 72 horas antes da partida. Os viajantes não vacinados que entrarem na Tailândia sem um teste negativo devem seguir as orientações e instruções consideradas apropriadas pelas autoridades de controlo de saúde no ponto de chegada.

Indonésia

A Indonésia também exige que os viajantes europeus apresentem um certificado de vacinação, recuperação ou teste.

Os viajantes que possuem um certificado válido de vacinação ou recuperação não precisam seguir regras adicionais. Por outro lado, quem não possui nenhum desses dois certificados deve fazer um teste de PCR na chegada e passar por quarentena.

Além do mencionado acima, os viajantes também devem usar a app PeduliLindungi e fazer o download da app antes da partida.

Singapura

Todos os viajantes europeus com mais de 12 anos têm de estar ser vacinados contra o vírus para poder entrar em Singapura. Aqueles que não estão vacinados não podem entrar no país atualmente. No entanto, as autoridades disseram que, a partir de 29 de agosto, permitirão a entrada mesmo de viajantes não vacinados, desde que tenham um resultado negativo no teste COVID-19.

Além de manter as regras de entrada em vigor, Singapura também continua a aplicar medidas internas para controlar a propagação do COVID-19. Os viajantes, assim como os cidadãos do país, têm de usar máscara e usar a app TraceTogether em ambientes de alto risco.

China

A China tem os requisitos de entrada mais rigorosos. Todos os viajantes são obrigados a apresentar um certificado de vacinação, bem como um resultado de teste negativo obtido dentro de 48 horas antes da chegada.

Além disso, os viajantes internacionais que chegam à China também precisam passar por uma quarentena obrigatória de três noites e fazer testes rápidos diários de antígeno durante o período de quarentena.

África do Sul

A África do Sul também continua a manter as restrições relacionadas ao coronavírus. O governo sul-africano explica que todos os viajantes internacionais devem possuir um certificado de vacinação, recuperação ou teste na chegada.

A África do Sul reconhece certificados de recuperação desde que o titular tenha testado negativo nos últimos 90 dias. Por outro lado, os certificados de teste são reconhecidos apenas se o titular obtiver o documento dentro de 72 horas antes da chegada.

Os viajantes que não possuem nenhum dos certificados mencionados acima também podem entrar na África do Sul. No entanto, devem realizar testes na chegada.

Emirados Árabes Unidos

Os viajantes da Europa que chegam aos Emirados Árabes Unidos (EAU) podem entrar sem restrições, desde que apresentem um certificado de vacinação contendo um QR code.

Viajantes não vacinados também podem entrar nos Emirados Árabes Unidos, desde que apresentem um certificado de recuperação emitido dentro de 30 dias antes da partida ou um resultado negativo do teste de PCR realizado dentro de 48 horas antes da chegada.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img