Segunda-feira, Maio 20, 2024
Segunda-feira, Maio 20, 2024

SIGA-NOS:

Gastronomia e fator novidade são os principais critérios de escolha de férias dos portugueses

Um estudo, realizado pela agência de comunicação internacional MARCO, revela que 64% dos portugueses destacam a gastronomia e o fator novidade como principais critérios de escolha das suas férias.

O estudo “Post Covid Consumer Behaviour II” analisou Portugal, Reino Unido, França, Alemanha, Itália e Espanha com base em mais de 4000 entrevistas. De acordo com os dados recolhidos, a nível europeu, Portugal e o Reino Unido, ambos com 64%, são os países que mais valorizam a experiência gastronómica.

A covid-19 continua também a ter impacto nos critérios de decisão, com 60% dos portugueses a optarem por destinos “covid safe”, sendo este o principal critério na faixa etária acima dos 65 anos (75%), de acordo com o estudo. A cultura (59%), entretenimento (54%) e sustentabilidade (52%) fecham o top de critérios de decisão dos portugueses.

A nível europeu, os portugueses lideram ainda na escolha de novos destinos que nunca tenham sido visitados e na opção por destinos sustentáveis, contra uma média europeia de 55% e 43% respectivamente.

O ‘Estudo MARCO: Post Covid Consumer Behaviour II’ realça ainda que o comportamento dos consumidores está “em constante mudança” e que situações como as registadas na pandemia têm “profundas consequências nos seus hábitos”, cujo efeito final ainda está por revelar. Um exemplo de profunda mudança no turismo é a digitalização do setor. De acordo com o estudo, 56% dos europeus e 60% dos portugueses afirmam que o produto que mais compram online em detrimento de lojas físicas são bilhetes e pacotes de viagens.

“Ainda que o ano 2022 tenha sido o ano de regresso à normalidade, muitos europeus continuam a manter os lugares livres de Covid como um dos motivos principais para escolher o seu destino turístico. O facto de alguns países terem sido capazes de lidar com a situação, melhor ou pior, pode ter sido a chave para receber mais turistas este ano”, afirmou Didier Lagae, fundador e CEO da MARCO.

“E, mesmo que a situação ainda seja complicada, temos visto como o turismo tem retomado, alcançando quase os níveis pré-pandemia, com um espírito muito marcado pelos destinos turísticos mais desconhecidos ou com maior oferta cultural e de lazer”, concluiu o responsável.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img