Sexta-feira, Outubro 15, 2021
Sexta-feira, Outubro 15, 2021

SIGA-NOS:

Governo anuncia nova Linha de Apoio de 150M€ para o Turismo

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, anunciou esta segunda-feira, dia 27, uma nova Linha de Apoio ao setor do turismo no valor de 150 milhões de euros a disponibilizar nas próximas semanas, através do sistema bancário com Garantia Pública.

Pedro Siza Vieira fez o anúncio durante a cerimónia de abertura da Conferência do Dia Mundial do Turismo, organizada pela Confederação do Turismo de Portugal, esta segunda-feira, em Coimbra.

“Não vamos traçar um retrato cor de rosa do setor. Muitas empresas ficaram pelo caminho, muitos postos de trabalho foram perdidos. Temos menos 70 mil postos de trabalho dos que existiam em 2019. A retoma que estamos a viver vai coincidir com a época baixa e temos de fazer mais um esforço, por isso vamos coletivamente continuar a apoiar o setor nos próximos tempo e manter os apoios necessários para assegurar a sobrevivência”, disse o ministro.

Além da Linha de Apoio no valor de 150 milhões, Pedro Siza Vieira recordou que está disponível o Programa Retomar. “Trata-se de apoiar as empresas nas discussões com os seus bancos no sentido de assegurarem os ajustamentos dos créditos sob moratórias às condições operacionais”.

O ministro disse ainda que o governo vai lançar o Programa Adaptar que será um programa de “incentivos para empresas do setor para fazer pequenos investimentos para adequar a sua oferta às novas condições de operação”.

Para apoiar as empresas que pretendam reduzir o seu endividamento ao abrigo das Linhas Covid, vai ser lançado no início de 2022 o Programa Reforçar. “Permitiremos que as empresas dos setores mais afetados possam ter acesso a um incentivo a fundo perdido desde que coloquem montantes do mesmo valor para amortizarem o seu endividamento atual.”

Pedro Siza Vieira recordou que o setor do turismo já foi alvo desde o início da pandemia de apoios que somam os 3300 milhões de euros. “Isto não é despesa, é investimento. Permitiu manter as empresas à tona e aptas a responder procura que agora começa a existir”, rematou.

-PUB-

1 COMENTÁRIO

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img