Quinta-feira, Maio 23, 2024
Quinta-feira, Maio 23, 2024

SIGA-NOS:

Grupo Costa une-se à Proman para descarbonizar o setor dos cruzeiros

O Grupo Costa, parte da Carnival Corporation e o principal operador de cruzeiros da Europa, com as duas marcas Costa Cruises e AIDA Cruises, assinou um Memorandum de Entendimento com a Proman, a segunda maior produtora de metanol do mundo, para impulsionar a implementação do metanol como combustível marinho para o setor de cruzeiros.

Segundo comunicado, a parceria visa acelerar a transição energética e a descarbonização da frota existente, através do fornecimento de metanol sustentável, abrindo caminho para a adaptação das embarcações existentes para operarem com combustível limpo, além do investimento em novas construções alimentadas com metanol.

O Memorandum de Entendimento reafirma o potencial do metanol para desempenhar um papel fundamental na redução contínua das emissões de gases com efeito de estufa no setor dos cruzeiros e noutros segmentos do transporte marítimo. “Com uma combustão mais limpa, que praticamente elimina os poluentes transportados pelo ar, como material particulado e óxidos de enxofre, o metanol está amplamente disponível e é cada vez mais produzido através de vias de baixo teor de carbono, biogénicas ou baseadas em hidrogénio. Quando utilizado em células de combustível, o metanol tem o potencial de permitir um ciclo de vida sem emissões num futuro próximo”, explica a Costa Cruzeiros.

“A tecnologia para adaptar um navio de modo a utilizar o metanol como combustível já está disponível. Os nossos produtos de metanol podem facilitar a transição para combustíveis de baixa intensidade de carbono. Os navios movidos a metanol, apresentam um historial comprovado de redução e eliminação das principais emissões de gases com efeito de estufa, o que pressupõe uma melhoria imediata na qualidade do ar nos principais portos e rotas marítimas. Estamos entusiasmados por trazer a nossa experiência ao longo de toda a cadeia de valor do metanol para ajudar a concretizar as ambições do Grupo Costa”, disse Tim Cornelius, diretor geral de Desenvolvimento Corporativo da Proman.

“Estamos a reduzir a pegada de carbono da nossa frota tanto no porto como no mar, investindo em tecnologias ambientais avançadas e realizando parcerias com empresas como a Proman, que partilham a paixão pela transição energética sustentável. Ao permitir que os navios de cruzeiro utilizem metanol como combustível de propulsão, a Costa prossegue a sua ambição de dar o próximo grande passo em direção à neutralidade de GEE nas operações da nossa frota até 2050”, refere Christoph Schladoer, vice-presidente de Descarbonização do Grupo Costa.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img