Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Hotel da Estrela será convertido em residência para estudantes em 2024

A escassez de habitação acessível em Lisboa motivou o Governo a adotar uma abordagem inovadora em relação à Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. Segundo informações avançadas pelo Jornal Expresso, o hotel de aplicação para ações formativas, denominado Hotel da Estrela e localizado num edifício anexo na Rua Saraiva de Carvalho, será transformado em residência de estudantes a partir do próximo ano letivo.

A mudança foi confirmada pelo secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, em entrevista ao Expresso.

“Lisboa tem hoje uma oferta hoteleira bastante significativa, e os alunos podem fazer estágios formativos em outras unidades. Havendo um défice de habitação, incluindo para estudantes, esta opção faz mais sentido, é um pequeno contributo da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa para dar resposta a esta carência e acomodar mais estudantes”, explicou Nuno Fazenda.

O hotel, denominado Hotel da Estrela, ocupa um palácio do século XVIII que foi propriedade dos condes de Paraty e inaugurado em outubro de 2010. Desde então, esteve sob gestão privada, inicialmente pelo grupo Lágrimas e, posteriormente, pela Unlock Boutique Hotels, fazendo parte da rede The Small Luxury Hotels of the World.

O Hotel da Estrela, atualmente composto por 19 quartos, passará por ajustes para oferecer acomodações a cerca de 50 estudantes. Embora os alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa tenham preferência, a residência estará disponível para estudantes em geral na cidade. Segundo o Expresso, a decisão coincide com o término do período de concessão e implicará intervenções no edifício para satisfazer as necessidades dos estudantes.

“Lisboa tem hoje uma oferta hoteleira significativa, e, havendo um défice de habitação, incluindo para estudantes, esta opção faz mais sentido”, afirma Nuno Fazenda, em entrevista ao Expresso.

“O nosso objetivo é atrair e receber estudantes na cidade, especialmente numa época em que há carência de habitação também para os estudantes”, sublinhou Nuno Fazenda, destacando que “os estudantes podem realizar estágios noutro hotel, e os estabelecimentos hoteleiros do país possibilitam essa experiência de formação integrada”. “Tomámos a decisão de transformar o hotel de aplicação da escola de Lisboa numa residência para estudantes porque realmente é o que faz mais sentido”, conclui.

Esta iniciativa integra um conjunto de investimentos nas 12 escolas de hotelaria e turismo em Portugal, totalizando €30 milhões. Desse montante, €20 milhões são provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e €10 milhões são alocados pelo orçamento do Turismo de Portugal. O propósito é valorizar essas instituições de ensino, assegurando a qualidade da formação oferecida aos profissionais do setor turístico no país.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img