Quarta-feira, Abril 17, 2024
Quarta-feira, Abril 17, 2024

SIGA-NOS:

Hotelverse desenvolve mais de 100 hotéis gémeos digitais e expande negócio para novos mercados

A Hotelverse, startup tecnológica que quer revolucionar o modelo de reservas de quartos de hotel, chegou a Portugal em setembro de 2023. Em entrevista ao TNews, Fermin Carmona, co-founder & CEO da Hotelverse, faz um balanço “muito positivo” da entrada no nosso país, pois permitiu “conhecer o mercado hoteleiro, as suas necessidades e os desafios atuais”. O responsável disse ainda que a presença em Portugal “serviu como ponto de reflexão sobre como a tecnologia pode ajudar os hotéis portugueses a simplificar as suas operações comerciais e a dinamizar o seu canal de venda direta, graças à solução da Hotelverse”.

“A nossa chegada a Portugal foi marcada pelo evento ‘Lx Hotel Tech Afterwork: Tecnologia hoteleira integrada e em sintonia’, em Lisboa, em parceria com outras empresas de referência na hotelaria, como a GuestCentric, a Host Hotel Systems e a HiJiffy”, recordou.

Quantos hotéis em Portugal adotaram a tecnologia Hotelverse desde o seu lançamento?

O primeiro ano em Portugal ajudou-nos a iniciar a nossa atividade e a estabelecer ligações importantes no país. Temos vários projetos em negociação que esperamos anunciar em breve. Como exemplo de um gémeo digital já em funcionamento, temos o NH Tivoli Carvoeiro, em Albufeira, e o Pestana CR7, em Madrid.

Que benefícios específicos obtiveram os hotéis com a utilização da vossa solução?

A tecnologia Hotelverse provou ser altamente benéfica para os hotéis que a implementam. Entre as suas principais vantagens, contam-se o aumento da satisfação do cliente e o aumento do número de reservas diretas, ou seja, as que são feitas no próprio site do hotel e não em sites de terceiros (tais como “comparadores ou agências online”).

Isto é conseguido graças aos nossos gémeos digitais, réplicas hiper-realistas dos hotéis que, integradas através da API no seu site, permitem aos clientes visitar virtualmente o alojamento e adaptar a visualização em função das suas necessidades.

O nosso sistema de gestão de alojamento permite adaptar a visualização com base em vários atributos, como o tamanho da cama, a vista do quarto ou a localização exata do hotel. Desta forma, o utilizador pode encontrar o quarto exato em que querem ficar e reservá-lo.

Assim, os gémeos digitais permitem aos hóspedes híper personalizar a sua estadia, favorecendo em muitos casos (30%) a reserva de quartos de categoria superior, permitindo-lhes compreender o valor diferencial entre um quarto e outro. Do mesmo modo, favorece a contratação de serviços adicionais oferecidos pelo hotel (como spa ou restaurante), uma vez que também estão incluídos no gémeo digital.

Em suma, a Hotelverse ajuda os hotéis a aumentar os seus lucros. Primeiro, com a eliminação das margens intermediárias e, em segundo lugar, com a funcionalidade de reserva por número de quarto e as receitas adicionais de quartos superiores e outros serviços.

Além disso, no ano passado, lançámos algumas ferramentas que permitem aos hotéis explorar os benefícios dos gémeos digitais, além das reservas online.

O primeiro é o “Choose Your Room Front Desk”, uma réplica digital do hotel que os hóspedes podem consultar à chegada do alojamento, enquanto fazem o check-in com o rececionista. Ligada em tempo real ao sistema de gestão hoteleira (PMS), esta tecnologia mostra aos hóspedes os quartos disponíveis em tempo real, incluindo informações detalhadas sobre a sobre a planta, a localização ou o tipo de cama, permitindo-lhes melhorar a sua estadia. A inovação registou um aumento de 70% nas reservas de quartos superiores e um aumento de 25% nos serviços adicionais.

A segunda é a nossa funcionalidade de call center, que permite que os agentes utilizem os gémeos no processo de vendas por telefone, fornecendo informações precisas instantaneamente, melhorando a qualidade de vida dos clientes e o serviço ao cliente e aumentando as hipóteses de venda. Neste caso, os dados registam um crescimento de 30% nas reservas de quartos superiores e um aumento de 10% nas vendas totais do centro de contacto.

Quais são os planos futuros da Hotelverse em Portugal e a nível internacional?

O nosso principal objetivo é continuar a crescer nos países onde já estamos presentes, como Portugal, e acelerar a nossa expansão internacional com a chegada a dois novos mercados: os Estados Unidos e a Ásia.

O que é que a Hotelverse está a promover ou a destacar este ano?

2024 está ser um ano recorde para nós em termos de aquisição de clientes, com a adição de hotéis como o Hyatt, o Radisson Hotel Group e o NH Hotel Group/Minor Hotels ao nosso portfólio. No total, temos agora mais de 100 gémeos digitais desenvolvidos e presença em mais de 20 países.

Os nossos gémeos digitais ultrapassam os 3 milhões de visitas por dia, aumentando a taxa de conversão de hotéis em até 60%. Por fim, com a nossa última ronda, conseguimos aumentar o valor da nossa empresa para 15 milhões.

Estamos orgulhosos destes resultados, que são o fruto do valor da nossa solução para os hoteleiros e, sobretudo, da nossa aposta na inovação para desenvolver tecnologia de ponta que contribui para a digitalização do setor.

Um exemplo disso é o acordo que assinámos com a Eisisoft para a criação do Eisiverse, um gémeo digital concebido para as operações hoteleiras. Esta réplica de hotel foi concebida para otimizar a gestão diária dos hotéis, incluindo o controlo em tempo real da limpeza dos quartos e a visualização dos compromissos dos clientes. Este é um sinal da nossa ambição de fornecer soluções completas que abrangem desde a experiência do hóspede até à eficiência operacional, proporcionando aos hoteleiros ferramentas avançadas para melhorar o seu desempenho e satisfazer as expectativas dos hóspedes de uma forma excecional.

Além disso, continuamos a otimizar os nossos gémeos digitais com novas funcionalidades para melhorar a experiência do hóspede. Em breve, lançaremos novas funcionalidades, como “reserve a sua espreguiçadeira”, para que os hóspedes possam escolher e reservar a sua espreguiçadeira no solário do hotel, e “agarre a sua mesa”, para que possam reservar a mesa da sua preferência no restaurante do hotel.

Há algum anúncio ou notícia que os hoteleiros devam ter em conta?

Um facto que os hoteleiros devem ter em conta é que a experiência do hóspede deve evoluir e ser digitalizada. É verdade que muitos hotéis estão a fazer esforços para melhorar a experiência do hóspede no hotel. No entanto, a experiência precisa de ser analisada e revista na sua totalidade, começando na fase de pré-estadia.

Relativamente a outros setores, como o retalho, o cliente sabe exatamente como será o produto antes de receber a encomenda em casa. No entanto, nos hotéis, é mais comum que o quarto reservado não seja conhecido até que as suas portas sejam abertas pela primeira vez. Considerando que as férias são uma das compras mais caras que uma pessoa faz todos os anos, este “efeito surpresa” pode afetar significativamente a satisfação do cliente.

Além disso, estamos a lidar com um tipo de cliente que está disposto a pagar mais para escolher um lugar num voo, um serviço que dura horas. Como é que não estão dispostos a pagar mais para escolher o quarto onde vai ficar vários dias?

A Hotelverse consegue transferir o modelo das companhias aéreas para o mercado hoteleiro, e também consegue transformar o processo de reserva de quartos praticamente num jogo. Através de uma navegação 360º com zooms e transições aéreas, o cliente pode explorar virtualmente o hotel, bem como todos os seus serviços, como piscina, restaurante, spa ou ginásio, e até a zona envolvente.

Esta experiência imersiva multiplica a informação disponível para o cliente ao efetuar uma reserva, aumentando proporcionalmente as hipóteses de reserva no hotel e optar por serviços adicionais para complementar a sua estadia.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img