Segunda-feira, Maio 27, 2024
Segunda-feira, Maio 27, 2024

SIGA-NOS:

Indústria dos cruzeiros vai investir mais de 400M€ em Portugal nos próximos 5 anos

A CLIA – Associação Internacional de Cruzeiros revelou que Portugal já tem uma carteira de encomendas que representa mais de 400 milhões de euros de investimento para os próximos cinco anos, para a modernização e construção de novos navios de cruzeiro no país.

A informação foi revelada no âmbito da Portugal Shipping Week, que decorreu de 6 a 9 de maio, por Marie-Caroline Laurent, diretora-Geral da CLIA para a Europa. A responsável abordou ainda o tema da navegação “zero emissões” e as inovações e tecnologias que têm vindo a ser implementadas por parte da indústria dos cruzeiros, com vista ao cumprimento das metas estabelecidas pela União Europeia e à neutralidade carbónica do setor.

A representante da CLIA integrou o painel “Regulation and Compliance” onde, no âmbito da regulamentação ambiental numa perspetiva global e europeia, explicou também a importância da integração total do setor marítimo no desenvolvimento de políticas nacionais centradas na área da energia em Portugal, nomeadamente, através da implementação de estratégias para o desenvolvimento de hidrogénio e da utilização do combustível marítimo sustentável enquanto possível fonte de energia no aprovisionamento dos navios.

A propósito da descarbonização do transporte marítimo e dos portos e da forma como os agentes do setor se estão a preparar para este desafio, Marie-Caroline Laurent afirmou que “a indústria dos cruzeiros está a liderar uma mudança de paradigma nas tecnologias e combustíveis utilizados no transporte marítimo para enfrentar o desafio climático e tem um papel específico a desempenhar na Europa, já que é um dos últimos setores marítimos a construir as suas embarcações na região”.

“Nos próximos cinco anos, 98% dos navios das empresas associadas da CLIA serão construídos em estaleiros europeus, o que representa mais de 40 mil milhões de euros de investimento direto na Europa”, avançou.

Relativamente a Portugal, a responsável afirmou que este investimento é “particularmente significativo, pois já temos uma carteira de encomendas neste país de mais de 400 milhões de euros de investimento para os próximos cinco anos para modernização e construção de novos navios de cruzeiro”.

Durante a sua intervenção, a representante da CLIA referiu ainda que o Regime Comunitário de Licenças de Emissão da União Europeia (EU ETS– EU Emissions Trading System) constitui um incentivo fundamental para o investimento no setor por parte dos governos, em particular na indústria dos cruzeiros, através do reinvestimento das receitas provenientes do setor marítimo.

Deste modo, é possível apoiar todo o ecossistema da indústria marítima para o desenvolvimento de novas soluções para esta transformação, através do financiamento de novas tecnologias, renovação e construção de navios de cruzeiro na Europa e em Portugal, bem como infraestruturas necessárias para a implementação de soluções de energia renováveis a um preço acessível. 

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img