Segunda-feira, Agosto 8, 2022
Segunda-feira, Agosto 8, 2022

SIGA-NOS:

Madeira “tem tudo pronto” para receber cruzeiros

O vice-presidente do Governo Regional disse esta quarta-feira, dia 5 de maio, que a Madeira tem “tudo pronto” para voltar a receber cruzeiros turísticos, mas ressalvou que as escalas na região dependem mais dos “países e da origem dos passageiros” do que do destino.

“Temos tudo preparado para receber as operações e, se calhar, durante o verão deste ano podemos ter já novidades na Região Autónoma da Madeira em articulação com outros portos como são os dos Açores e de Canárias. Da nossa parte, temos tudo pronto”, referiu Pedro Calado, após uma reunião com os representantes da Cruise Lines International Association (CLIA), considerada a maior associação comercial da indústria de cruzeiros do mundo.

Pedro Calado ressalvou, contudo, que a operação internacional de cruzeiros e suas escalas na região “depende muito mais dos países e da origem dos passageiros do que propriamente do destino”.

Os responsáveis para a Europa e Portugal da CLIA visitaram o Porto do Funchal, o Hospital Particular da Madeira e reuniram-se com o vice-presidente do Governo Regional e com o secretário regional da Saúde e da Proteção Civil, Pedro Ramos.

Nikos Mertzanidis, diretor para a Europa da CLIA, mostrou-se agradado com as medidas tomadas pelo Governo Regional, salientando que a Madeira é um importante destino no mundo dos cruzeiros.

“Pensamos retomar o mais cedo possível com o apoio do Governo, dos portos e da comunidade local”, acrescentou.

A finalidade da visita dos responsáveis da CLIA, realizada a convite do Governo Regional, foi apresentar as condições sanitárias e de segurança implementadas nos portos do Funchal, do Porto Santo e marinas na sequência da entrada em vigor, em 16 de outubro, do Plano de Gestão de controlo e contenção da pandemia de covid-19 com vista à retoma da atividade de cruzeiros.

Os portos do arquipélago da Madeira estão abertos desde 16 de outubro, mas há 14 meses que não recebem barcos, estando a primeira escala, depois desta crise provocada pela pandemia de covid-19, agendada para 10 de setembro, do navio Balmoral que vem da Corunha e tem como destino o porto de Lisboa, sendo o único navio a aportar o Funchal nesse mês.

Segundo a Associação dos Portos da Região Autónoma da Madeira – APRAM, os portos da Madeira em 2020 sofreram uma quebra, comparativamente a 2019, de -62,26% em entrada de passageiros e de -63,87% em escalas de navios de cruzeiro.

À semelhança do que foi criado nos aeroportos da Madeira também foi implementado um corredor verde nos portos da região e um sistema de triagem aos passageiros desembarcados e embarcados.

A SGS Portugal já atribuiu aos portos da região a certificação de boas práticas na gestão dos riscos biológicos associados à covid-19.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img