Terça-feira, Junho 15, 2021
Terça-feira, Junho 15, 2021

SIGA-NOS:

Ministro da Economia diz que é possível melhorar “ligeiramente” resultados do turismo em 2021

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, espera que Portugal possa estar no final do ano com “um nível de visitantes estrangeiros e de receitas turísticas ligeiramente acima do que teve no ano passado”.

Embora seja uma tarefa “difícil”, porque “tivemos praticamente quatro meses com toda a atividade turística a níveis muito reduzidos”, constata. “Temos que fazer um grande esforço na segunda metade do ano, mas achamos que é possível”, disse Pedro Siza Vieira esta terça-feira, dia 8, à margem da apresentação da campanha de promoção do Turismo de Portugal “Tempo de ser / Time to be” que decorreu junto à ponte 516 Arouca. 

Siza Vieira espera que a campanha tenha efeitos já a partir do verão e lembrou que “a partir do momento em que os cidadãos britânicos souberam que podiam viajar para Portugal imediatamente correram a fazer reservas”. “Sabemos que existe uma procura por viagens que está, neste momento, reprimida com decisões administrativas sanitárias e de outra natureza, uma vez que a situação sanitária normalize e possamos retomar, vamos recuperar já este ano”. A campanha lançada pelo Turismo de Portugal esta terça-feira faz parte do plano de reativação do turismo apresentado pelo governo. “É um plano que mobiliza seis mil milhões de euros nos próximos seis anos precisamente para conseguirmos assegurar que em 2027 estamos no nível de visitantes e receitas em que estaríamos se não tivesse havido pandemia”. 

O ministro da Economia lembrou ainda que Portugal foi o país da orla mediterrânica que “provavelmente mais cresceu em receitas”. “Portugal tem hoje um turismo diferenciado e um produto turístico muito valorizado. Conseguimos crescer muito o preço de venda do nosso alojamento e o preço de venda das nossas atividades turísticas de uma maneira que nos distingue dos outros países europeus. Não somos um país de turismo barato, somos um país de turismo de qualidade. As pessoas procuram por aquilo que temos de único”, defendeu o ministro, dando o exemplo da Ponte 516 Arouca, onde foi apresentada a campanha.  “Este exemplo que aqui estamos a testemunhar da ponte 516 Arouca é um símbolo daquilo que tem sido a forma como o turismo em Portugal tem crescido e atraído pessoas de todo o mundo e não apenas dos nossos mercados tradicionais para pontos diferentes do nosso território, não apenas o Algarve, Lisboa e Madeira, e ao longo de todo o ano e, não apenas na época alta, e por isso esta campanha visa maximizar essa ideia dentro do nosso plano de viabilização”.

+1
-PUB-

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img

Mais lidas