Sábado, Maio 28, 2022
Sábado, Maio 28, 2022

SIGA-NOS:

Número de dormidas de portugueses na Alemanha sobe 200% este ano, face a 2020

Realizada em Oberammergau, na Baviera, a 48ª edição do GTM Germany Travel Mart™, o evento mais importante para o turismo recetivo alemão, “foi um sucesso”, segundo o Turismo da Alemanha. Dados apresentados na conferência de imprensa confirmam sinais de recuperação.

Cerca de 160 empresas alemãs dos setores da hotelaria, transportes e organizações turísticas regionais, entre outras, apresentaram os seus produtos e serviços a 200 participantes da indústria turística internacional. Estiveram também presentes cerca de 90 jornalistas de todo o mundo.

Uma vez concluída esta edição, a ONAT, Oficina Nacional Alemã de Turismo, “teve um eco extraordinariamente positivo”. Segundo um inquérito aos fornecedores alemães, 92% estavam ‘muito satisfeitos/satisfeitos’ com o GTM e 93% referiram que foi uma plataforma ‘muito boa/boa’ para fechar negócios.

“O primeiro GTM organizado como evento presencial, depois de duas edições virtuais devido à pandemia, confirma a importância que têm os encontros presenciais. O feedback positivo dos participantes constitui também um potente sinal da recuperação do turismo recetivo alemão. 96 por cento disse ter estabelecido novos contactos comerciais e 95 por cento pretende voltar a participar no GTM no futuro”, sublinhou Petra Hedorfer, presidente da direção da ONAT.

A próxima edição deste evento anual organizado pela ONAT vai realizar-se em Essen, de 16 a 18 de abril de 2023.

Sinais significativos de recuperação

Na conferência de imprensa, Petra Hedorfer, presidente da direção da ONAT, apresentou a atualidade turística alemã. Eis alguns dos dados divulgados:

Após anos consecutivos de crescimento das chegadas internacionais à Alemanha, e a queda abrupta em 2020 devido à pandemia, em 2021 registou-se um aumento de 4,6%.

Os países que mais contribuíram para a recuperação de 2021 foram os Países Baixos, a Suíça, a Áustria e a Polónia. Também os portugueses têm contribuído para esta recuperação: os dados já disponíveis indicam que, face a 2020, em janeiro de 2022 houve um aumento de dormidas de +185,8% (44.823) e em fevereiro de +200,4% (25.268).

Em 2021, a Alemanha foi o segundo país preferido dos europeus, com 23 milhões de viagens, a seguir à Espanha, com 32,4 milhões. A duração da estadia dos europeus aumentou, de 6,9 para 7,3 noites.

Pedtra Hedorfer refere, ainda, que em 2021 a Alemanha manteve-se como o principal destino de viagens de negócios para os europeus, seguindo-se França e Itália.

Segundo o Tourism Economics, as estadias de estrangeiros na Alemanha terão um franco crescimento: com 31 milhões em 2021, prevê-se para 2022 70 milhões; em 2023 83 milhões; e em 2024 95 milhões, superando o valor de 2019, de 90 milhões.

A última pesquisa do IPK International sobre o impacto da covid-19 nas viagens internacionais, realizada em janeiro de 2022, mostra que o desejo de viajar é muito elevado: 80% dos inquiridos consideram viajar para o estrangeiro este ano, em comparação com apenas 62% em janeiro de 2021.

Apesar da guerra na Ucrânia, um outro estudo revela que mais de 3 em cada 4 europeus pretende viajar nos próximos seis meses, no próprio país ou na Europa.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img