Quinta-feira, Julho 18, 2024
Quinta-feira, Julho 18, 2024

SIGA-NOS:

Porto afetado por reduções na programação da Ryanair, devido a atrasos nas entregas da Boeing

-PUB-spot_img

A Ryanair anunciou esta quinta-feira, 28, uma série de reduções de horários no inverno de 2023, devido a atrasos na entrega de aeronaves Boeing durante o período de setembro a dezembro. O aeroporto do Porto será um dos afetados, avança a companhia.

Em comunicado, a transportadora aérea informa que esperava receber 27 aeronaves entre setembro e dezembro, mas por causa de “atrasos na produção nas instalações da Spirit Fuselage em Wichita, combinados com atrasos no reparo e entrega da Boeing em Seattle, a Ryanair agora espera receber apenas 14 aeronaves entre outubro e dezembro”. A companhia diz ainda estar a trabalhar com a Boeing para “tentar acelerar as entregas no período de janeiro a maio de 2024, para que possa entrar na temporada alta de viagens do verão de 2024 com todas as 57 novas entregas de aeronaves Boeing conforme esperado”.

Como resultado destes atrasos nas entregas, a Ryanair fará uma série de ajustes na sua programação de inverno de 2023 esta semana. “Estamos a reduzir o número de aeronaves baseadas em Charleroi em 3, aeronaves baseadas em Dublin em 2, e reduziremos 5 aeronaves em 4 bases italianas, incluindo Bérgamo, Nápoles e Pisa. Haverá também reduções de aeronaves em East Midlands, Porto e Colônia”.

A companhia “pede desculpa por estas reduções inevitáveis” ​​na sua programação de inverno 2023 e justifica que “não tem aeronaves sobressalentes neste inverno, uma vez que é necessária manutenção programada em toda a frota de mais de 550 aeronaves, a fim de que todas estejam operacionais para o seu maior horário de verão de 2024”.

Michael O’Leary, CEO da Ryanair, afirma: “Mantemos um diálogo regular com a Boeing e o nosso principal objetivo é garantir a entrega de todas as 57 aeronaves B737 contratadas antes do final de maio de 2024, para que a frota da Ryanair possa crescer para mais de 600 aeronaves para aquele que será o nosso maior programa de verão de sempre. Estes cancelamentos de voos entrarão em vigor a partir do final de outubro e serão comunicados a todos os passageiros afetados por e-mail nos próximos dias. Será oferecido aos passageiros reacomodação em voos alternativos ou reembolso integral, conforme desejarem. Nesta data, não esperamos que estes atrasos na entrega afetem materialmente a nossa meta de tráfego anual de 183,5 milhões, mas se os atrasos piorarem ou se estenderem ainda mais no período de janeiro a março de 2024, poderemos ter que rever este número e possivelmente ajustar ligeiramente para baixo.”

-PUB-spot_img

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img