Terça-feira, Maio 21, 2024
Terça-feira, Maio 21, 2024

SIGA-NOS:

Porto Santo: “A maior dificuldade este ano será a capacidade hoteleira conseguir responder à capacidade aérea”

A easyJet inaugurou uma rota do Porto para Porto Santo, no passado domingo, dia 1 de maio. Para Bruno Martins, diretor geral do grupo Vila Baleira Hotels & Resorts, esta nova conexão aérea é uma boa notícia para a ilha e vem reforçar a aposta do Vila Baleira Porto Santo no mercado nacional. Atualmente, a operação deste hotel está ancorada em seis voos semanais de charter com quatro operadores nacionais: a Sonhando, a Solférias, a Soltrópico e a Abreu.

Em declarações ao TNews, Bruno Martins afirma que o maior desafio este verão, além da dificuldade de obtenção de mão de obra qualificada, será “a capacidade de alojamento da ilha conseguir responder ao número de lugares que estarão disponíveis na parte aérea”. Como tal, acredita que entre junho e setembro de 2022 os hotéis Vila Baleira terão “mais procura do que oferta”.

Bruno Martins destaca a grande novidade deste ano: a abertura do hotel Vila Baleira Suites, em Porto Santo, que já abriu mas que está em fase de renovação até ao verão.

O diretor geral está confiante de que os números deste ano irão superar os de 2019, ano anterior à pandemia de covid-19.

Quais são as perspetivas para o verão de 2022?

As perspetivas são muito boas, desde já pelo início desta operação da easyJet que começou este domingo. Começou-se já a notar um acréscimo de quartos no mercado nacional, que até à data não existia. Esta nova rota da easyJet veio puxar um bocadinho pelo destino.

Temos também previsto o início da operação, que para nós vai começar bastante cedo, no dia 22 de maio, com um grande evento que temos previsto de danças afro latinas, o Porto Santo Latin Week, que vai trazer dois voos, de Lisboa e Porto. Depois começamos com a época alta, de junho até final de outubro, em que esperamos estar acima dos 95% de ocupação, nos três hotéis: Vila Baleira Porto Santo, Suites e Funchal.

“Esta nova rota da easyJet veio puxar um bocadinho pelo destino”.

Como é que vê esta abertura da rota da easyJet, juntamente com outras operações charter?

Para nós foi muito bem-vinda esta notícia, porque digamos que a companhia de bandeira aqui em Porto Santo tem tratado um pouco mal a ilha. Vem em força no verão, mas fora desse período desaparece. Esperamos que com a easyJet consigamos inverter, não digo na totalidade, porque é um desejo quase impossível de voarem para a ilha todo o ano, mas pelo menos que esta operação venha ajudar a esbater a sazonalidade do destino.

Quais são os mercados de aposta em Porto Santo?

Neste momento é o mercado nacional, que sempre foi o mercado mais importante no Vila Baleira Porto Santo. Depois temos o dinamarquês, que vem até final de junho e recomeça em outubro, com um voo de Copenhaga. Temos também o mercado italiano, com um voo diretamente de Milão, que de uma forma mais tímida vai regressar ao destino mas de uma forma mais dispersa por outras unidades hoteleiras.

Quais principais desafios da operação este ano no Porto Santo?

Os principais desafios em Porto Santo são a capacidade de alojamento da ilha conseguir responder ao número de lugares que vão estar disponíveis na parte aérea. Eu acredito que tenhamos capacidade mas que vá estar no limite. Em algumas semanas penso que vai haver mais procura do que o número de camas disponíveis, assim como acontece todos os anos em Porto Santo, mas penso que este ano se vai verificar durante mais tempo. Nos meses de agosto temos sempre mais procura do que oferta, mas este ano penso que vai acontecer o mesmo no mês de junho, julho e setembro e, eventualmente, algumas semanas do mês de outubro, por força do incremento destas operações aéreas. Mas isto são boas notícias para a ilha.

“Em algumas semanas penso que vai haver mais procura do que o número de camas disponíveis”.

Estão com dificuldade a nível de mão de obra?

Outro dos principais desafios também é a capacidade de resposta da mão-de-obra, nós estamos a fazer um trabalho intensivo para tentar combater esta necessidade, porque é difícil contratar pessoas para um curto espaço de tempo. Antecipámos este cenário de 2022, com o início do projeto da criação de um polo de formação, de uma escola hoteleira, aqui no hotel há dois anos, mas continuamos com grande dificuldade de obtenção de mão de obra.

O terceiro desafio, fruto desta necessidade de não haver mão de obra qualificada e disponível na ilha de Porto Santo, é termos de recorrer a mão de obra externa que tem custos mais acrescidos e também fornecer alojamento a estas pessoas, por força da procura do turismo.

No Vila Baleira Funchal, os desafios são os mesmos?

Relativamente ao Funchal é diferente, o no nosso principal desafio é destacar um hotel de pequena dimensão, com 86 quartos, no meio de hotéis de grande dimensão. É um hotel boutique, e estamos a posicioná-lo como hotel para clientes que procuram um serviço mais tranquilo, à la carte.

“Outro dos principais desafios também é a capacidade de resposta da mão-de-obra”

Em 2022, já será possível atingir os números de 2019?

Com a informação que temos hoje eu penso que vamos ultrapassar 2019.

Quais é que são as novidades para este ano?

A grande novidade é a abertura do Vila Baleira Suites, que fica mesmo aqui ao lado do Vila Baleira Porto Santo. Já está aberto mas estamos em trabalho de renovação até ao verão. É um hotel que vem responder a um tipo de cliente diferente, que não vem propriamente para um tudo incluído. A base é o alojamento e o pequeno-almoço, mas também será possível comprar os serviços de tudo incluído, o que irá permitir aos hóspedes usufruir de ambos os hotéis. É um hotel mais pequeno, com um serviço mais personalizado.

As novidades aqui no Vila Baleira Porto Santo vão ser duas, uma delas na área da animação, onde vamos tentar ter mais festas. Com o fim da covid-19, as pessoas estão desejosas de festa e música e vamos tentar proporcionar mais noites de entretenimento na praia. O nosso programa de animação vai ser reforçado a este nível.

“A grande novidade é a abertura do Vila Baleira Suites, que fica mesmo aqui ao lado do Vila Baleira Porto Santo”.

Nós temos uma equipa de 15 pessoas que fazem animação durante o verão. Temos também o clube infantil, que neste momento está praticamente fechado, mas que vai estar ao rubro durante o verão. Costumamos ter entre 250 a 300 crianças aqui no hotel na época alta.

Também fizemos um investimento há pouco tempo, que são dois campos de pádel panorâmicos, localizados junto à piscina exterior. Outra das novidades, que ainda não está confirmada, é a abertura de um centro de mergulho aqui no hotel, em meados de junho. Vamos oferecer uma experiência de mergulho aos hóspedes, aqui e no Vila Baleira Suites.

O fundo do mar em Porto Santo foi amplamente divulgado em outubro de 2021. Realizou-se aqui o campeonato do mundo de vídeo e fotografia subaquática que projetou Porto Santo para este tipo de atividade.

Vamos também ter, como já tinha falado, o Porto Santo Latin Week, que decorre de 22 a 29 de maio, e que irá trazer cerca de 400 dançarinos de todas as idades. É um evento registado Vila Baleira. Criámos esse evento para começarmos as operações mais cedo. São casais de dançarinos conhecidos a nível internacional que vêm cá fazer workshops e trazem com eles escolas de dança, desde o ensino básico aos avançados. Vêm para 1 semana de férias e para dançar – 22 a 29 de maio

Depois teremos também um evento muito especial e que nos diz muito, que também faz parte da nossa marca registada, que é a Rota do Atum. A última edição foi em 2019 e vamos retomar este ano. É um festival gastronómico que vai acontecer em Porto Santo de 8 a 12 de junho e que terá o seu lançamento no Funchal, de 3 a 5 de junho. Vamos aproveitar o lançamento do festival Atlântico no Funchal e vamos ter um espaço dedicado à rota do atum. Todos os anos temos uma equipa fixa de chefs portugueses e não só. Para este ano, já está confirmado o chef António Vieira e o chef Cordeiro. Todos os anos convidamos países que trazem com eles um chefe de cozinha, um artista e uma comitiva oficial representativa do país.

Este festival vai ter um concurso de cozinheiros, vai haver também um concurso de restaurantes da ilha que queiram aderir ao festival e vamos ter jantares temáticos e workshops no hotel.

Já têm alguma confirmação?

São Tomé e Príncipe já está confirmado. Estamos ainda a tentar confirmar o Vietname, Coreia do Sul e México.

Quais são as novidades para o Vila Baleira Funchal?

Novidades no Funchal vão também passar pelo programa de animação. O Vila Baleira Funchal abriu em plena pandemia, em julho de 2020, por isso tem sido um hotel que ainda nem “saiu da casca”. Vamos tentar otimizar o nosso terraço com bar e piscina e ter um programa de animação três ou quatro vezes por semana.

*Em Porto Santo a convite da easyJet

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img